PT | EN | ES

12  Chastre (90+4')

23  Joel Monteiro

4  Silvério Silva (82')

22  Luiz Alberto

13  Vítor Vinha

5  Diogo Santos

26  Ibraima (75')

10  Diego

20  Mauro Alonso (20')

9  Chico (c) 

11  Diego Medeiros 


Suplentes

1  Vítor Murta

6  Vilaça

7  Mércio

8  José Palheiras 
(90' Diego Medeiros)

14  Daniel

18  Pedro Correia 
(77' Chico)

27  Amessan 
(66' Mauro Alonso)


Treinador

Daniel Ramos

qua, 20 janeiro 2016 • 19:45
Estádio: Municipal de Famalicão
Famalicão
2.ª jornada, grupo A
FC Porto
158'  Mauro Alonso 
0
Árbitro: Luís Ferreira (Braga)
Assistentes: Nuno Manso e Alfredo Braga
4.º Árbitro: Vítor Ferreira
TV: TVI

1  Helton (c)

42  Víctor García

4  Maicon

24  Lichnovsky

14  José Ángel

6  Rúben Neves 

25  Imbula 

13  Sérgio Oliveira (75')

7  Varela

39  Suk

19  André Silva 


Suplentes

71  Raúl Gudiño

3  Martins Ind

17  Corona 
(63' Rúben Neves)

21  Miguel Layún

47  Ismael Díaz 
(79' André Silva)

48  Francisco Ramos 
(67' Imbula)

66  Omar Govea


Treinador

Rui Barros

20-01-2016

Derrota em Famalicão confirma adeus à Taça da Liga

​Dragões não foram felizes e acabaram derrotados por um golo fortuito aos 58 minutos​


​O FC Porto perdeu, esta quarta-feira, com o Famalicão no Estádio Municipal famalicense, por 1-0, e ficou afastado das meias finais da Taça da Liga, ainda com uma jornada da fase de grupos por disputar. Um golo de Mauro, aos 58 minutos, na cobrança de um livre direto, ditou o resultado final numa partida em que os Dragões tiveram a maior posse de bola mas não conseguiram aproveitar as oportunidades criadas, acabando por sofrer com a elevada eficácia dos minhotos.

Os Dragões entraram com um onze titular completamente diferente daquele que iniciou o jogo em Guimarães, no domingo, com destaque natural para a estreia absoluta no centro do ataque de Suk, contratado ao Vitória de Setúbal em janeiro. Os portistas fizeram uns primeiros 20 minutos com uma elevada taxa de posse de bola, mas o facto é que até foram os famalicenses que, apostando no contra-ataque e no jogo direto, remataram mais neste período (2-1). Denotando alguma falta de rotina nas combinações entre os setores, os portistas esbarravam constantemente contra a muralha defensiva erguida pela equipa da casa e criaram a primeira grande oportunidade de perigo aos 26 minutos, com André Silva a solicitar Suk e o sul-coreano, sobre a esquerda, a proporcionar uma grande defesa a Chastre.

Sérgio Oliveira (29) e André Silva (32) somaram mais dois remates perigosos para a baliza do Famalicão, mas os momentos mais positivos dos primeiros 45 minutos ainda estavam para vir: aos 42, um grande passe de Varela isolou André Silva, mas a receção do jovem avançado não foi a melhor e permitiu o corte de um defesa adversário; já no segundo minuto de compensação, Sérgio Oliveira cobrou um livre direto de forma exímia e Suk cabeceou a bola um pouco por cima, no último lance antes do intervalo. Os Dragões terminaram a primeira parte atados a um empate a zero frente a um adversário que se limitava a apostar na rapidez para chegar à baliza de Helton.

A segunda metade não trouxe nada de novo em termos da iniciativa de jogo, com os Dragões a assumir as despesas da partida e o Famalicão numa postura expectante. Mas a verdade é que foi mesmo a equipa da casa a marcar, aos 58 minutos, com Mauro a levantar uma bola para a área na direção do avançado Chico que, não tendo tocado na mesma, enganou Helton, batido pela simulação involuntária e feliz, e pelo facto de a bola ter batido mesmo à sua frente. Injustiça absoluta no marcador no Estádio Municipal de Famalicão.

Para tentar alterar o rumo dos acontecimentos, o técnico azul e branco retirou Imbula e estreou o médio Francisco Ramos, o jovem capitão do FC Porto B, mas os Dragões só conseguiram reagir a este golpe inesperado aos 79 minutos, com um remate de Suk a sair às malhas laterais da baliza da equipa da casa. Por esta altura, já com Ismael Díaz (mais um jogador da equipa B) em campo, substituindo André Silva, os portistas – que terminaram o jogo com 66% de posse de bola - voltavam a ameaçar a baliza minhota e Suk, aos 85, enviou a bola à barra após um cruzamento milimétrico de Víctor García. E foi o sul-coreano a ter a última oportunidade da partida, já perto dos 90, bem solicitado por Corona, mas Chastre fez bem a mancha e segurou a vitória do Famalicão.

Voltar ao Topo
Famalicão-FC Porto (Taça da Liga, grupo A, 2.ª jornada)
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
30-06-2016

Danilo ajudou Portugal a chegar às “meias” do Euro

​Seleção nacional ultrapassou a Polónia no desempate por penáltis, após empate (1-1) no final dos 120 minutos

Ver mais
30-06-2016

Chidozie juntou-se ao grupo e já treinou

Nigeriano falhou o início dos trabalhos devidamente autorizado pelo clube​

Ver mais
30-06-2016

FC Porto B vai estagiar no Soccer Inter-Action

O complexo, nos arredores de Valência, proporciona excelentes condições à equipa, que vai ainda defrontar o Villarreal B

Ver mais
30-06-2016

Osnabrück é o primeiro adversário no estágio de pré-época

Jogo com a equipa da terceira liga alemã está marcado para as 16h00 (Portugal continental) de 17 de julho

Ver mais
29-06-2016

Novos equipamentos vão ser estrelas em festa na Baixa

Música ao vivo, DJ e surpresas integram o cardápio do evento, que arranca às 16h de 9 de julho e continua noite fora

Ver mais
29-06-2016

Velocidade vertiginosa

​Fique a conhecer melhor o avançado que trocou o Boavista pelo FC Porto

Ver mais
Fechar