PT | EN | ES

1  Casillas

19  Layún

28  Felipe

5  Marcano (c)

13  Alex Telles

17  Corona 

22  Danilo

10  Óliver (53')

8  Brahimi 

11  Marega 

9  Aboubakar 


Suplentes

12  José Sá

7  Hernâni

20  André André 
(83' Brahimi)

21  Ricardo

23  Reyes

25  Otávio 
(77' Aboubakar)

29  Soares 
(46' Corona)


Treinador

Sérgio Conceição

sáb, 9 setembro 2017 • 20:30
Estádio: Dragão, Porto
FC Porto
5.ª jornada
Chaves
349'  Aboubakar  86'  Soares  88'  Marega 
0
Árbitro: Rui Oliveira (Porto)
Assistentes: Paulo Vieira e André Nogueira Dias
4.º Árbitro: Humberto Teixeira (VAR: Hugo Miguel)
TV: Sport TV 1

13  Ricardo (89')

2  Paulinho (75')

15  Domingos Duarte

19  Maras

26  Djavan (64')

6  Jefferson

12  Bressan 

25  Pedro Tiba (c)

10  Perdigão 

11  William

91  Davidson


Suplentes

1  António Filipe

5  Filipe Melo

7  Hamdou Elhouni 
(63' Perdigão)

14  Nuno André Coelho

20  Tiago Galvão 
(63' Bressan)

21  Jorginho 
(80' Djavan)

41  Rúben Ferreira


Treinador

Luís Castro

09-09-2017

As chaves do primeiro lugar

​Golos de Aboubakar, Soares e Marega permitiram uma vitória clara (3-0) sobre o Chaves


O FC Porto está no primeiro lugar da Liga NOS – em igualdade pontual mas com melhor saldo de golos (12 marcados e nenhum sofrido) do que o Sporting –, após bater este sábado o Chaves, por 3-0. Os Dragões tiveram de sofrer e só resolveram a partida nos últimos dez minutos, mas revelaram-se acima de tudo uma equipa pragmática e eficaz, que não precisou de muitas oportunidades para manter uma impressionante média de golos marcados em casa esta época: já lá vão dez, em três jogos. Quanto a sofrer golos, a folha continua limpa, o que iguala um registo de 1983/84. Desde 2010/11 que o FC Porto não contava por vitórias os cinco primeiros jogos da Liga.

No onze, Sérgio Conceição promoveu apenas uma alteração face à vitória em Braga, há quase duas semanas, por força da paragem para compromissos das seleções: Layún estreou-se esta época a titular, no lugar de Ricardo, que ficou no banco. Talvez devido ao interregno da Liga ou até pela postura fechada dos transmontanos – que recuavam as linhas para muito perto da sua grande área, deixando apenas William à frente da linha da bola –, o FC Porto teve dificuldades em encontrar o ritmo certo para abordar o encontro. Nos primeiros 45 minutos, o Chaves foi um adversário difícil, que usou a entreajuda, mas também alguma dureza e muitas faltas para impedir os Dragões de criar grandes lances de perigo. Pela primeira vez esta época, o FC Porto não marcava na primeira parte e não chegava em vantagem ao intervalo.

Ao intervalo, Corona ficou no banco e entrou Soares, que se lesionara na primeira jornada, frente ao Estoril. E o brasileiro acabou por estar envolvido no lance do 1-0, logo aos 49 minutos, ao iniciar na direita o ataque que depois foi ter aos pés de Aboubakar: o camaronês fintou primeiro Paulinho e depois contou com a colaboração involuntária do defesa para o remate encontrar o caminho da baliza. Foi o quinto golo da época do melhor marcador dos Dragões. E o 2-0 poderia ter chegado pouco depois, aos 61, com Marcano a ganhar na área, na sequência de um pontapé de canto, e depois Soares a não conseguir desviar para a baliza.

O Chaves não tinha criado qualquer lance de real perigo até aí, mas teve duas boas oportunidades para chegar ao empate: aos 70 minutos, quando William não conseguiu direcionar a bola para a baliza, após cruzamento de Paulinho, e aos 81, com Tiago Galvão, em boa posição, a rematar ao lado. Seria o último folego dos flavienses, até porque, aos 83 minutos, André André entrou em campo e revelou-se decisivo para trazer um novo equilíbrio à equipa.

O golo que acabou por encerrar a discussão do encontro foi apontado pelo regressado Soares, na recarga a uma grande penalidade apontada pelo próprio e que foi originada por uma mão na bola do central Maras, após cruzamento de Layún. Já aos 88 minutos, Marega fechou a contagem, num lance em que boa parte do mérito é do excelente passe de Óliver Torres, que deixou o maliano na cara do golo. De resto, Marega foi eleito como o MVP da partida. De domingo a uma semana, em Vila do Conde (18h00), a luta pela Liga continua.

Voltar ao Topo
FC Porto-Chaves (Liga NOS, 5.ª jornada)
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
Facebook Twitter Pinterest Share
10-09-2017

Marega: “Procuro sempre dar o meu máximo”

Avançado maliano foi distinguido como o melhor em campo no jogo frente ao Chaves​​​

Ver mais
09-09-2017

Danilo: “Temos um espírito muito forte”

​Médio admitiu que os jogos pós-seleções são mais complicados e destacou importância do primeiro golo frente ao Chaves

Ver mais
09-09-2017

Sérgio Conceição destacou o triunfo “justíssimo” num “jogo difícil”

Técnico elogiou o trabalho dos seus jogadores e destacou a conquista dos três pontos

Ver mais
09-09-2017

Ajustes ao intervalo foram determinantes, assumem Soares e Felipe

​Avançado regressou aos relvados com um golo. Felipe cumpriu frente ao Chaves o seu 50.º jogo oficial no FC Porto

Ver mais
09-09-2017

As chaves do primeiro lugar

​Golos de Aboubakar, Soares e Marega permitiram uma vitória clara (3-0) sobre o Chaves

Ver mais
09-09-2017

Dragões vencem Chaves

Triunfo por 3-0, na quinta jornada do campeonato, mantém portistas no topo do campeonato​

Ver mais
Fechar