PT | EN | ES
1
Iker Casillas
12
José Sá
24
João Costa
26
Vaná Alves
40
Fabiano
2
Maxi Pereira
5
Marcano
13
Alex Telles
19
Miguel Layún
21
Ricardo Pereira
23
Reyes
28
Felipe
30
Diogo Dalot
10
Óliver Torres
16
Herrera
20
André André
22
Danilo Pereira
25
Otávio
27
Sérgio Oliveira
7
Hernâni
8
Brahimi
9
Aboubakar
11
Marega
17
Jesús Corona
29
Soares

Sérgio Conceição

Vítor Bruno

Siramana Dembélé

Diamantino Figueiredo

Eduardo Oliveira

Nélson Puga

José Mário Almeida

Eduardo Braga

Luís Pinto

Álvaro Magalhães

Telmo Sousa

Manuel Vítor

José Luís Ferreira

Roberto Carreira
8

Brahimi

08-02-1990
Francesa

Avançado

Virtuoso de drible em drible

Nascido em Paris, Brahimi é internacional argelino e tanto pode jogar a médio-ofensivo como a extremo. Jogador de técnica e qualidade de passe invulgares, que leva a bola quase sempre colada ao pé, fez a sua formação no Montreuil e no Vincennois, chegando, posteriormente, à prestigiada academia de futebol de Clairefontaine, onde esteve de 2003 a 2006. Durante o primeiro ano, isso não o impediu de, aos fins de semana, disputar encontros pelo anterior clube e de, no ano final na academia, ser destacado para o Camp des Loges, propriedade do Paris Saint-Germain.

Apesar de ser cobiçado por vários clubes, assinou contrato de sénior pelo Rennes ainda com idade de júnior, sendo emprestado ao Clermont (Ligue 2, em 2009/10), clube em que deu nas vistas, marcando oito golos em 34 jogos. De regresso ao Rennes, marcou o seu primeiro golo a 14 de agosto de 2010, numa vitória sobre o Nancy (3-0). Foi emprestado ao Granada em 2012/13 e a sua prestação nos 28 jogos cumpridos convenceu o clube espanhol a adquiri-lo em definitivo. Driblador nato, em 2013/14 fez 36 jogos e marcou três golos, um deles contra o FC Barcelona, que valeu a vitória ao conjunto andaluz (1-0).

Jogou em todos os escalões das seleções jovens francesas, dos Sub-16 aos Sub-20, e fez parte da equipa que chegou às meias-finais do Campeonato da Europa de Sub-19, em 2009, tendo sido derrotada pela congénere inglesa. Ainda alinhou pelas esperanças (Sub-20) francesas, mas a nível sénior preferiu representar a Argélia, tendo sido um dos jogadores em destaque na equipa que disputou o Mundial de 2014, no Brasil, marcando o seu primeiro golo pelo país do Magrebe na fase de grupos (vitória por 4-2 frente à Coreia do Sul).

Rapidamente encantou a plateia do Dragão com os seus dribles e golos. A 17 de setembro de 2014, tornou-se o sexto jogador na história da Liga dos Campeões a apontar um hat-trick na estreia na fase de grupos, na vitória por 6-0 sobre o BATE Borisov. Nos anos seguintes, com os altos e baixos típicos de um criativo, continuou a ser uma das referências ofensivas: já soma mais de 120 jogos oficiais e 30 golos pelo FC Porto.

Share
Voltar ao Topo
Fechar