PT | EN | ES
1
Iker Casillas
12
José Sá
24
João Costa
26
Vaná Alves
40
Fabiano
2
Maxi Pereira
5
Marcano
13
Alex Telles
19
Miguel Layún
21
Ricardo Pereira
23
Reyes
28
Felipe
30
Diogo Dalot
10
Óliver Torres
16
Herrera
20
André André
22
Danilo Pereira
25
Otávio
27
Sérgio Oliveira
7
Hernâni
8
Brahimi
9
Aboubakar
11
Marega
17
Jesús Corona
29
Soares

Sérgio Conceição

Vítor Bruno

Siramana Dembélé

Diamantino Figueiredo

Eduardo Oliveira

Nélson Puga

José Mário Almeida

Eduardo Braga

Luís Pinto

Álvaro Magalhães

Telmo Sousa

Manuel Vítor

José Luís Ferreira

Roberto Carreira
7

Hernâni

20-08-1991
Portuguesa

Avançado

O furacão do século XXI

Tem nome de um craque que brilhou no FC Porto nas décadas de 50 e 60. Hernâni Ferreira da Silva, o furacão de Águeda, um dos jogadores mais completos da história do futebol português, aliava uma dimensão física e agressividade raras na sua época à rapidez, ao passe certeiro e ao remate mortífero. Esquerdino, mas igualmente habilidoso com o pé direito, Hernâni Fortes herda a velocidade do seu antecessor, juntando-lhe outros predicados que fazem dele uma das grandes promessas do futebol português: fortíssimo no um-para-um e com capacidade técnica e de finalização acima da média.

Hernâni chegou ao FC Porto no inverno de 2015, como um diamante em bruto, pronto a ser lapidado na fábrica de talentos do Dragão, depois de uma ascensão meteórica na carreira. Os primeiros passos no futebol não foram tão rápidos como ultrapassa em campo os adversários. De dispensado no Cova de Piedade, ainda na formação, passou a ser uma das apostas de futuro do Atlético, quando era júnior, escalão de onde, de vez em quando, saltava para os seniores. Depois de ser emprestado ao Mirandela afirmou-se definitivamente na Tapadinha, onde depressa se cotou como uma das referências da equipa.

Sem surpresa, foi contratado pelo Vitória de Guimarães e a afirmação também não foi imediata, tendo começado por alinhar na equipa B durante uma época e meia. Apontou nove golos e conquistou, de vez, um lugar na formação principal em 2014/15, tendo uma estreia de sonho, ao marcar dois golos. Após meia época no Dragão, foi emprestado em 2015/16 aos gregos do Olympiacos (26 jogos e oito golos) e em 2016/17 ao Vitória de Guimarães, num regresso bem-sucedido (35 jogos e 12 golos). Nesta segunda passagem pelo FC Porto, a história de Hernâni tem tudo para ter um final feliz.

Share
Voltar ao Topo
Fechar