PT | EN | ES
1
Iker Casillas
12
José Sá
24
João Costa
26
Vaná Alves
40
Fabiano
2
Maxi Pereira
5
Marcano
13
Alex Telles
19
Miguel Layún
21
Ricardo Pereira
23
Reyes
28
Felipe
30
Diogo Dalot
10
Óliver Torres
16
Herrera
20
André André
22
Danilo Pereira
25
Otávio
27
Sérgio Oliveira
7
Hernâni
8
Brahimi
9
Aboubakar
11
Marega
17
Jesús Corona
29
Soares

Sérgio Conceição

Vítor Bruno

Siramana Dembélé

Diamantino Figueiredo

Eduardo Oliveira

Nélson Puga

José Mário Almeida

Eduardo Braga

Luís Pinto

Álvaro Magalhães

Telmo Sousa

Manuel Vítor

José Luís Ferreira

Roberto Carreira
2

Maxi Pereira

08-06-1984
Uruguaia

Defesa

Raça de Dragão

​​​​

Difícil de bater e incansável nos dois lados do campo, Maxi Pereira é um jogador “à Porto”, como o próprio presidente Pinto da Costa o definiu. A responsabilidade de envergar a camisola número dois assenta-lhe bem, pois raça de Dragão é algo quase intrínseco a este dorsal, outrora de jogadores como João Pinto, Jorge Costa e, mais recentemente, Danilo. Com Maxi Pereira, o corredor direito conserva a alta rotação e o espírito vencedor permanecerá intocável.

Chegou em julho de 2015 ao Dragão e acumula uma grande experiência na Liga portuguesa – mais de 260 jogos disputados –, que transporta para o plano das seleções: é o mais internacional de sempre pelo Uruguai, ao serviço do qual já venceu uma Copa América, em 2011. Maxi cresceu em Montevideu, no seio de uma família numerosa (sete irmãos), e perdeu o pai aos 13 anos, o que moldou boa parte do seu caráter e lhe permitiu lançar uma carreira que até começou pelo meio-campo – ao serviço do Defensor Sporting – e depois se fixou mais atrás no terreno. Tal aconteceu depois de chegar à Europa, pela porta do Benfica, em 2007.

Share
Voltar ao Topo
Fechar