PT | EN | ES
12-10-2017

Sérgio Conceição: “Temos de trabalhar, ser sérios e determinados”

Treinador do FC Porto perspetivou o jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal, frente ao Lusitano de Évora


A estreia do FC Porto na edição 2017/18 da Taça de Portugal está marcada para esta sexta-feira, às 20h15 (Sport TV 1), no Estádio do Restelo, frente ao Lusitano de Évora. Na antevisão da partida referente à terceira eliminatória da prova, Sérgio Conceição garantiu uma equipa em alerta para os perigos deste tipo de jogos e deu o mote para uma entrada vitoriosa numa “competição fantástica”, que o FC Porto quer naturalmente conquistar.

Semana atípica
“Esta é uma semana atípica pois não pudemos trabalhar com todos os jogadores, em virtude dos compromissos das seleções. A preparação nunca decorre como queremos nestas alturas, mas é um mal que advém de um bem, pois significa que temos vários jogadores nas seleções. Estes jogos são perigosos, pois a motivação das equipas teoricamente mais pequenas é muito grande. Vamos ter de ser muito sérios para vencer. Não pensamos que temos a vida facilitada. Temos de trabalhar, ser sérios e determinados. Só assim poderemos chegar ao nosso objetivo, que passa por ganhar a Taça de Portugal, uma competição fantástica. Ganhei-a como jogador e já estive na final como treinador. É um dia fabuloso, com um grande ambiente. Todos em Portugal deviam ter o objetivo de lá chegar.”

Gestão de esforços
“Tem obrigatoriamente que haver essa gestão, pois vamos ter sete jogos nos próximos 23 dias. É natural que haja algumas mudanças, mas tem a ver com gestão e não com o facto de o jogo ser mais fácil ou mais difícil. Também tem a ver com o desgaste dos jogadores. Infelizmente, o Soares lesionou-se e não vai poder jogar. Vamos tentar gerir da melhor forma e escolher uma equipa que nos dê todas as garantias.”

A renovação de Aboubakar
“Fico contente, como é natural. Renovar com um jogador que tem um grande potencial e que pode ser muito útil no presente e no futuro era uma das prioridades do FC Porto.”

Ultrapassar os obstáculos
“Para chegar à final é preciso ultrapassar obstáculos e o maior de todos é o próximo. Estamos conscientes disso. Às vezes podem querer passar uma mensagem diferente, mas não vamos tirar o pé do acelerador e respeitamos ao máximo a equipa do Lusitano.”

Uma questão de dinâmica
“Dentro de qualquer sistema tem de existir uma dinâmica. É a realidade. Num 4x4x2 podemos ter várias nuances, mas é precisamente isso que procuramos. Essas nuances podem criar dificuldades ao adversário, com e sem bola. A estrutura e a base não mudam em nada, os jogadores é que podem mudar.”

Resposta ao selecionador mexicano
“É ridículo dizer que os jogadores fazem um trabalho específico nas seleções durante os dias em que lá estão. Nós, aqui no FC Porto, temos um plano específico e individual para cada jogador. O Diego Reyes, tal como todos os outros, tem o seu próprio plano individual. Em vez de dizer coisas absolutamente ridículas, o selecionador mexicano devia era agradecer ao FC Porto pelos nossos jogadores, que foram decisivos na mais recente vitória do México.”

Palavras adulteradas
“Gostava de dizer que muitas das coisas que vieram na minha entrevista à Gazzetta dello Sport foram adulteradas. Muitas das coisas foram escritas de forma diferente daquilo que eu disse. Fico triste por causa disso e, nesse aspeto, a imprensa portuguesa está muito acima da italiana. O que eu disse foi que tivemos restrições naturais e que só fizemos uma contratação, e que, se fosse possível, com duas ou três soluções em janeiro a equipa ficaria mais forte. Nada de mais. Outra coisa que não entendo é o porquê de terem sublinhado o facto de ter dito que me pediram para quebrar a hegemonia do Benfica. Se vamos tentar ser campeões e se esse é o nosso grande objetivo, é óbvio que isso passa por quebrar a hegemonia do Benfica. É uma sequência natural e não entendo o porquê de falarem tanto disso. Se eu dissesse que íamos ganhar a Liga dos Campeões, apesar de termos esse sonho, aí sim, eu compreendia estranheza. Quando digo que queremos ser campeões e digo aos meus jogadores que vamos ser campeões, é algo perfeitamente normal e natural.”

Notícias Relacionadas
12-12-2017

Sérgio Conceição: “Esta eliminatória é uma das mais equilibradas”

​O sorteio dos oitavos de final da Liga dos Campeões, realizado em Nyon, na Suíça, colocou o Liverpool no caminho do FC…

Ver mais
11-12-2017

Bilhetes para a receção ao Marítimo já estão à venda

​Estão à venda a partir desta segunda-feira os bilhetes para o jogo entre o FC Porto e o Marítimo, a contar para a 15.ª…

Ver mais
11-12-2017

O FC Porto sagrou-se bicampeão mundial de clubes há 13 anos

​Só há um clube em Portugal que pode orgulhar-se de ter a Taça Intercontinental no respetivo museu: o FC Porto. E pode…

Ver mais
Fechar