PT | EN | ES
27-06-2018

Uma edição especial para um título especial

N.º 378 da revista oficial do clube é exclusivamente dedicada ao 28.º título de campeão nacional


Já está disponível, na versão digital, a edição número 378 da revista Dragões, toda ela dedicada ao futebol e ao 28.º título de campeão nacional conseguido pelo FC Porto, na época 2017/18. Um documento único, que compila todos os momentos, testemunhos, imagens e factos históricos de uma das mais importantes e saborosas conquistas da história azul e branca.

É precisamente esse o mote ou, se preferir, o pontapé de saída, para começar a recuperar os momentos mais importantes da temporada. Porque este foi mais do que um título, há para ler um resumo dos momentos-chave da temporada, cujo primeiro marco foi aquele dia 8 de junho, em que Sérgio Conceição foi oficializado como treinador.

“O concretizar de um sonho”, nas palavras do técnico viria a transformar-se no concretizar de muitos sonhos, praticamente um ano depois. O novo modelo de jogo ou o imenso mar azul, que acompanhou a equipa em todas a lutas, são outros dos muitos pontos destacados.

Continuamos a falar de treinadores, para destacar os 17 (já com Sérgio Conceição incluído) que venceram os 28 campeonatos nacionais ao serviço do FC Porto. Joseph Szabo, há 83 anos, mostrou o caminho que, entre outros, viria a ser seguido por José Maria Pedroto, Bobby Robson, Artur Jorge, José Mourinho ou André Villas-Boas.

Se é verdade que o papel do treinador é determinante, não menos verdade é que sem jogadores, os artistas, os craques… nada feito. E por isso é também dedicado a eles muito do espaço desta edição. Um a um, não só jogadores, como equipa técnica e staff, falaram na primeira pessoa sobre o título que a todos nos encheu de orgulho.

Mais de oito meses na frente do campeonato. Se por si só não chega para justificar o título, é sem dúvida uma das provas de que o FC Porto foi de facto o melhor, durante mais tempo. Sobre este particular, há também uma cronologia do campeonato, que cruza os dados da classificação da Liga NOS (três primeiros classificados) ao longo das 34 jornadas.

Recuando na história, esta edição fecha com a recordação da conquista da Taça Arsenal, no ano de 1948. O FC Porto bateu o Arsenal, por 3-2, no Estádio do Lima, triunfo esse que deixou uma marca muito pesada na história do clube: nada mais do que um troféu de 250 quilos, que pode e deve ver com toda a atenção no Museu. Antes disso, nada melhor do que saber o contexto e a história da conquista e dificilmente encontrará melhor do que este texto.

Pode subscrever aqui​, gratuitamente, a versão digital da Dragões, à qual pode aceder no computador, no tablet e no smartphone.

Notícias Relacionadas
22-07-2018

Marega decide

​O FC Porto bateu este domingo os ingleses do Everton, por 1-0, no Estádio do Algarve, em jogo de preparação referente à…

Ver mais
22-07-2018

Estamos a crescer a cada dia

​Yacine Brahimi falou em exclusivo ao Porto Canal sobre a vitória frente ao Everton (1-0), em jogo particular referente…

Ver mais
22-07-2018

Regresso ao trabalho esta segunda-feira

​Após a vitória no particular frente ao Everton (1-0), para a Algarve Football Cup, o plantel principal do FC Porto…

Ver mais
Fechar