0

Sérgio Conceição vincou a superioridade do FC Porto na segunda parte, após o empate frente ao Sporting (0-0), em Alvalade, na 17.ª jornada da Liga NOS

Sérgio Conceição admitiu que o empate frente ao Sporting (0-0), em Alvalade, na 17.ª jornada da Liga, teve um sabor amargo, frisando que o FC Porto foi superior na segunda parte e que merecia ter trazido os três pontos para o Norte do país. Apesar da igualdade, a primeira no campeonato, os azuis e brancos mantêm a liderança isolada da prova, com 43 pontos, mais cinco do que o Benfica, segundo classificado.

Melhorias no segundo tempo
“Nós queríamos vir aqui para ganhar o jogo, tínhamos preparado a equipa para isso, como fizemos nos últimos 18 jogos. Penso que foi um jogo não muito bem jogado, mas muito competitivo e com muitas faltas. Uma primeira parte equilibrada, praticamente sem ocasiões de golo para as duas equipas. O Sporting a dar-nos o incentivo de jogo, com receio de dar espaço nas costas da sua linha defensiva. Nós podíamos e devíamos ter tido mais paciência com a bola, mas foi uma primeira parte com as equipas muito encaixadas. A segunda parte foi diferente. Estivemos por cima do jogo, tivemos dois lances em que podíamos ter feito golo, o Sporting teve um ou outro remate de fora que causou pouco perigo. A haver um vencedor seríamos nós, não tenho a menor dúvida. Notava-se e sabia-se que o Sporting podia estar com um bocadinho mais de pressão do que nós para este jogo, podíamos ter aproveitado melhor, principalmente na primeira parte.”

Combater estratégias do adversário
“Nós preparamos o jogo naquilo que foi este percurso deste novo treinador, mas depois chegámos aqui e deparámo-nos com uma situação completamente diferente. Isso faz parte da estratégia. Como uma equipa grande, como primeiro classificado e como campeões, temos de encontrar uma solução de forma de ultrapassar essas dificuldades. Na primeira parte, não o conseguimos fazer, ainda que sempre seguros defensivamente, mas na segunda parte conseguimos, criando oportunidades. Muitas das vezes, se tivéssemos definido melhor os lances, podíamos ter saído daqui vencedores.”

Empatar depois das 18 vitórias consecutivas
“Teve um sabor amargo, queríamos ganhar. Sentimos que somos mais fortes, mas às vezes não se consegue. Tivemos agora na parte final duas ou três oportunidades para definir melhor para uma situação de finalização e não conseguimos fazer. Há jogos assim, mas agora temos de pensar já no encontro da próxima terça-feira frente ao Leixões para a Taça de Portugal e recuperar ao máximo os jogadores, porque temos um acumular de jogos grande, e queremos continuar em todas as competições. Depois jogamos logo a seguir, na sexta-feira, frente ao Chaves para o campeonato, que será um jogo muito complicado também.”

Lesão de Danilo
“Tem o pé bastante inchado, sei que foi uma entorse. Vamos amanhã analisar melhor aquilo que ele tem.”

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.