FCP logo
0

FC Porto defronta o Sporting nas meias-finais da Taça Hugo dos Santos (sábado, 16h30)

No fim de semana que aí vem não há Liga Portuguesa de Basquetebol para o FC Porto, mas há uma Taça Hugo dos Santos para conquistar. Em prova vão estar os quatro primeiros classificados da primeira volta do campeonato e, como tal, vai haver clássico entre FC Porto e Sporting nas meias-finais da Taça Hugo dos Santos, que se disputa integralmente no Pavilhão Multiusos de Sines. Na projeção do duelo com os lisboetas (sábado, 16h30, RTP2), Moncho López não escondeu que os Dragões querem revalidar um título que conquistaram em 2020/21: “Temos muitas possibilidades de conquistar este troféu e vamos com essa ambição e com essa mentalidade”. Na outra meia-final, o Benfica defronta a Oliveirense (19h30), sendo que a final se realiza no domingo, às 18h00.

Conquistar um título é sempre importante
“Obviamente, é importante para a equipa vencer este título e todas as outras provas nacionais em que participamos. O FC Porto é sempre um dos candidatos a vencê-las e às vezes até assumimos o favoritismo que as outras equipas nos dão com naturalidade. Falando das provas nacionais, a Taça Hugo dos Santos é o primeiro ponto alto da época e vamos com a nossa ambição habitual. Fizemos a preparação o melhor possível e estamos convictos de que podemos vencer. Temos muitas possibilidades de conquistar este troféu e vamos com essa ambição e com essa mentalidade.”

As duas vitórias frente ao Sporting no campeonato
“O facto de termos ganho os dois jogos anteriores com o Sporting significa pouco. Existe o ditado que diz que não há duas sem três, mas os outros jogos foram os outros jogos e aconteceram noutras alturas da época, ainda que o mais recente tenha sido a 28 de dezembro. Agora é um jogo novo, até porque o Sporting mudou alguns intervenientes entretanto, mas são duas equipas que se conhecem bem. Neste momento o Sporting é o líder do campeonato, mas as nossas duas faltas de comparência colocaram-nos numa posição em que, sem elas, seríamos nós os líderes e a única equipa com uma derrota. Este é um dos jogos mais difíceis que podemos ter em Portugal, frente a um dos adversários mais complicados.”

A importância dos detalhes e a outra meia-final
“No basquetebol, os detalhes são muito importantes, tal como os estados de ânimo, a motivação e a convicção com que os atletas chegam aos jogos. Primeiro temos que ganhar o nosso jogo, mas na outra meia-final há duas equipas com características muito significativas. A Oliveirense tem um jovem treinador com grandes ideias, muito capaz de transmitir ambição ao grupo. O Benfica tem, muito provavelmente, o melhor plantel desde que estou em Portugal, pelas individualidades e pela profundidade.”

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.