FCP logo
0

Equipa B azul e branca perdeu frente ao Benfica na 34.ª jornada da segunda liga (3-2)

O FC Porto B saiu derrotado do clássico frente ao Benfica B no Olival (3-2). Danny Namaso bisou, mas um mau início da segunda parte comprometeu as aspirações portistas a ganharem os três pontos.

Perante a presença de alguns dos maiores responsáveis do clube no Olival, entre eles Jorge Nuno Pinto da Costa, os portistas assumiram as rédeas do encontro desde o início e chegaram ao primeiro golo da partida ainda antes do décimo minuto. Gonçalo Borges arrancou pela direita, cruzou rasteiro e Danny Namaso antecipou-se ao central adversário para encostar para o fundo das redes (8m). Os lisboetas, em desvantagem, procuraram responder e Francisco Meixedo esteve em evidência na baliza azul e branca ao voar autenticamente para defender um remate e Umaro Embaló (13m).

O Benfica acabou por chegar ao empate na sequência de uma recuperação alta no terreno de jogo, tendo Jair Tavares respondido de forma certeira a um cruzamento vindo da direita (26m). Ainda antes do intervalo, a dupla Borges & Namaso voltou a fazer estragos: após o primeiro mudar repentinamente de velocidade e ter sido derrubado dentro da área, o segundo enviou o guarda-redes oponente para um lado e colocou a bola do outro na marca dos onze metros (38m).  Ainda antes do intervalo, o 42 portista podia ter chegado ao hat-trick, mas, frente a Samuel Soares, não conseguiu desviar para a baliza benfiquista.

Os adversários entraram melhor na etapa complementar e, na sequência de uma grande penalidade, conseguiram alcançar nova igualdade no marcador. Meixedo defendeu a bola parada, também a recarga, mas o esférico acabou por passar a linha de golo (51m). Seis minutos depois, de novo após uma bola parada, mas de canto, Miguel Nóbrega colocou os adversários na dianteira do encontro.  Apesar de uma investida ofensiva portista nos últimos minutos, que deu um sentido único ao encontro, os Dragões saíram derrotados da última jornada do campeonato.

“Não era o resultado que queríamos. De facto, pelo que aconteceu no jogo, não merecíamos, mas na segunda parte tivemos erros que custaram caro e o primeiro golo do Benfica foi um erro nosso também. Mais do que o resultado, vale aquilo que fizemos durante a época desde que entrei aqui pela segunda vez. A equipa esteve bem, cresceu ao longo do ano, houve muitos jogadores a destacaram-se. Queríamos acabar bem, mas alguns erros que não deveriam ter acontecido ditaram a derrota. Aos que ficam, a minha exigência é a maior porque queremos sempre mais, e aos que partem quero desejar o melhor para a carreira deles. As sensações são boas, há gente que cresceu bastante e está noutro patamar, todos estão de parabéns nesse aspeto, mas queremos mais para o futuro e trabalharemos para dar o nosso melhor e evoluir toda a gente. Este é um espaço de crescimento, queremos que os talentos venham evoluir cada vez mais aqui. Temos de ter a capacidade de descobrir o talento escondido. Houve gente que me surpreendeu pela forma como entrou na equipa e pela resposta que me deram”, afirmou António Folha no final da partida.

FICHA DE JOGO

FC PORTO B-BENFICA B, 2-3
Liga Portugal 2, 34.ª jornada
13 de maio de 2022
Estádio Luís Filipe Menezes, no Olival

Árbitro:  Manuel Oliveira
Assistentes:  Carlos Campos e Sérgio Jesus
Quarto árbitro:  José Bessa

FC PORTO B: Francisco Meixedo; Tomás Esteves, João Marcelo, Zé Pedro, Rodrigo Pinheiro, Mor Ndiaye, Vasco Sousa, Diogo Ressurreição, Rodrigo Fernandes, Gonçalo Borges, Danny Namaso e Varela (cap.)
Substituições:  Vasco Sousa por Levi Faustino (64m), Rodrigo Fernandes por Peglow (64m), Varela por Ejaita Ifoni (76m), Gonçalo Borges por Diogo Ressurreição (76m) e Tomás Esteves por João Mendes (84m)
Não utilizados: Runje, Romain Correia, Sidnei Tavares e Léo Borges
Treinador: António Folha

BENFICA B: Samuel Soares; Filipe Cruz, Miguel Nóbrega, Pedro Álvaro (cap.), Fabinho, Cher Ndour, Rafael Brito, Diogo Capitão, Umaro Embaló, Jair Tavares e Duk
Substituições:  Fabinho por Rafael Rodrigues (45m), Rafael Brito por Diogo Nascimento (86m), Diogo Capitão por Bajrami (86m), Jair Tavares por Henrique Pereira (90m) e Duk port Luís Hemir (90m+2)
Não utilizados:  Fábio Duarte, João Neto, Gerson Sousa e Tiago Coser
Treinador: António Oliveira

Ao intervalo: 2-1
Marcadores:  Danny Namaso (8m e 38m), Jair Tavares (26m), Duk (51m) e Miguel Nóbrega (57m)
Disciplina: cartão amarelo a Danny Namaso (55m), Pedro Álvaro (56m), Rafael Rodrigues (67m), Tomás Esteves (69m), Rodrigo Pinheiro (72m), Ejaita (79m), Mor Ndiaye (82m), João Marcelo (83m) e Rafael Brito (83m)

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.