FCP logo
0

Sérgio Conceição projetou o FC Porto-Benfica, da 24.ª jornada da Liga NOS (sábado, 20h30)

Após o triunfo diante do Sporting de Braga (3-0) na primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal, o qual coloca os Dragões numa situação muito vantajosa na eliminatória, o FC Porto recebe no Estádio do Dragão o Benfica em confronto da 24.ª ronda do campeonato. Na antevisão do Clássico, agendado para este sábado (20h30, Sport TV), Sérgio Conceição garantiu que a equipa portista está preparada e motivada para ganhar o desafio, deixando a convicção de que os azuis e brancos estarão “felizes em maio”. O FC Porto é líder isolado da Liga com 57 pontos, mais um do que o Benfica, que segue na segunda posição.

Expectativas para o Clássico
“Eu acho que o momento da equipa, independentemente dos últimos resultados, conta pouco nestes jogos. Todos os jogadores estão muito motivados para ganhar o jogo, ainda mais jogando no Dragão com a atmosfera fantástica que vamos ter. Aliás temos tido sempre um mar azul. Espero que seja um bom espetáculo de futebol e espero ganhar, mais um jogo rumo ao nosso objetivo, que é o campeonato”.

Benfica com equipa jovem
“A minha forma de liderar um balneário não tem a ver com as idades, isso não tem importância. A partir do momento em que os profissionais jogam na equipa é porque têm qualidade. O jogador jovem é irreverente, mas um jogador com mais de de 30 anos também tem essa irreverência. Olho para a equipa no seu todo e essencialmente para o que nós próprios temos de fazer no jogo.”

A equipa que vai correr mais riscos
“Não vai haver qualquer tipo de calculismo, as duas equipas vão jogar para ganhar. Serão 11 contra 11, as equipas apresentarão as suas dinâmicas. Tudo aquilo que se pinta antes do jogo (estatísticas, idade, momentos das equipas) passa ao lado assim que o árbitro apita.”

Os controlos anti-doping a Marega e Jonas
“Os controlos são absolutamente normais se forem coletivos. Se forem individuais já não acho tão normal. Mas não me quero alongar sobre isso. As pessoas ficam pasmadas quando somos inovadores.”

Mudanças na equipa
“Não vou falar obviamente sobre isso, nem tenho de o fazer antes do jogo.”

Benfica a partir do comando de Bruno Lage
“Têm tido uma dinâmica interessante, alicerçada em vitorias, o que traz sempre mais confiança à equipa, mas eu quero focar-me em nós mesmos.”

A melhor defesa contra o melhor ataque
“Acho que é fundamental ter uma equipa coesa defensivamente, que perceba que o sucesso tem a ver muitas vezes com a organização defensiva. Tem a ver com o que não deixamos o adversário fazer e com o que conseguimos fazer no ataque a partir desses momentos. A base do sucesso está ligada a essa consistência defensiva.”

Comparação com o jogo da Taça da Liga
“Vai ser diferente do jogo da Taça da Liga. Depois deste jogo ficam a faltar 30 pontos, não será decisivo mas é muito importante. Ganhar amanhã ao Benfica e depois perder com o Feirense também não vale nada. O campeonato é uma prova de consistência. Estou confiante que estaremos felizes em maio.”

O onze do Benfica
“Não deverá ser muito diferente do que tem sido a equipa que tem jogado mais vezes. Odysseas na baliza, defesa com André Almeida, Rúben Dias, Ferro ou Jardel e Grimaldo, no meio-campo Samaris, Gabriel, Rafa e Pizzi, na frente João Félix e Seferovic. Poderá haver uma ou outra mudança, vamos ver. Vai ser em 90% este onze.”

A importância da partida no plano emocional
“É um jogo importante, é um confronto direto entre os dois primeiros. São as equipas que têm discutido o campeonato quase até ao fim nos últimos anos. A parte emocional tem peso, claro. Emocionalmente, todos estão preparados e muito motivados. Tudo o que se fez até amanhã será esquecido quando o árbitro apitar.”

Fase decisiva da época
“Estamos a aproximar-nos do final do campeonato e há uma grande carga emocional sobre todas as equipas, independentemente dos objetivos. Mas nesta casa estamos habituados a isso, há testes decisivos de três em três dias. O que o presidente disse está correto. Temos jogos importantes agora e todos eles têm o seu peso. O próximo jogo é sempre o mais importante.”

Polémica ligada ao tratamento inovador de Marega
“Só estamos preocupados com o que temos de fazer, com o nosso trabalho.”

Militão convocado para a Seleção Brasileira
“O Tite disse que preferia o Militão a central? Eu também gosto mais do Neymar a avançado do que a extremo. Podem escrever. O Militão esteve muito bem na adaptação a lateral direito, uma posição que já não fazia há muito, sacrificou-se pela equipa e isso é de louvar.”

Vitória como embalo ideal para ganhar o campeonato
“Não é este jogo que nos vai dar o embalo, é o nosso trabalho diário. A nossa caminhada não será diferente porque, entretanto, haverá um eventual tropeção. A aceitação dos jogadores não será diferente pelo que acontecer amanhã. O importante é chegar ao fim e perceber que nenhum tropeção mudou o que quer que seja. A seguir a este jogo haverá mais 10 importantes e 30 pontos em disputa. Nós olhamos sobretudo para o nosso trabalho diário.”

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.