FCP logo
0

Internacional japonês assinou contrato com os Dragões até 2024

Shoya Nakajima é reforço do FC Porto e assinou com os azuis e brancos um contrato válido para as próximas cinco temporadas, até 2024. O internacional japonês, que representou o Al-Duhail, do Catar, na última temporada, mostrou-se muito feliz por representar os Dragões e promete “dar o máximo” dentro de campo para ajudar os portistas a “conquistar todos os troféus”. Ao lado do mais recente Dragão, Pinto da Costa mostrou-se satisfeito pela contratação do avançado de 24 anos que, para o presidente, “é um jogador Porto”.

Sonho realizado
“No Japão, o FC Porto é muito famoso. Desde criança que conheço o clube. Usar esta camisola é um sonho tornado realidade. Estou muito feliz. Vou dar o máximo para ajudar a equipa a dar vitórias a todos os adeptos.”

Foco em vencer
“Em termos coletivos, vamos dar tudo dentro de campo para conquistar todos os troféus. O FC Porto é um clube campeão e vou tentar ajudar a equipa a garantir esses objetivos. A nível individual, espero fazer muitos golos e assistências com esta camisola. Quero aproveitar cada momento de azul e branco, sempre a lutar pela vitória.”

Felicidade e vontade de conquistar
“Estou muito contente por estar no FC Porto. Como disse, é um sonho realizado. Irei demonstrar esta alegria nos relvados e vou fazer tudo para ajudar a equipa a vencer.”

Pinto da Costa
“Ele tinha esse sonho, aliás, no final de um FC Porto-Portimonense da época passada, conversámos sobre isso. Ele manifestou esse desejo, mas também era um desejo antigo do FC Porto. Há muito que tínhamos este jogador referenciado e o treinador também o desejava, porque é um apreciador das suas qualidades. Felizmente, tudo se conjugou e proporcionou para que hoje pudesse vestir pela primeira vez a camisola do FC Porto, que por sua vez lhe fica muito bem. Estou satisfeito, como é óbvio. Não foi fácil, ele estava a jogar num país longínquo, mas desde o primeiro contacto que tive a certeza que ele viria para o FC Porto, embora algumas pessoas, que não podem ver ninguém com uma camisola lavada, tentaram, através de um emissário, desviar o jogador para outro clube. Felizmente que não conseguiram. Ele é jogador do FC Porto, e nem sempre as aves de rapina conseguem os seus objetivos.”

“Se não fosse a vontade do jogador e a nossa vontade, ele não estaria aqui, porque ele tinha outras oportunidades, outras possibilidades, mas desde o primeiro dia que ele queria jogar no FC Porto. Esse desejo facilitou a mudança e dá-nos, para além da confiança que temos no seu valor, mais esperança pela certeza de que ele vai ser um jogador à Porto.”

“Cada vez mais é necessário ter mais jogadores que sintam esta camisola e que sejam profissionais a 100 por cento. Estou satisfeito, porque ele é um jogador que tem as características que eu idealizo que um jogador tenha sempre que o contrato.”

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.