FCP logo
0

Recorde as frases fortes do presidente Pinto da Costa em entrevista à TVI

Jorge Nuno Pinto da Costa concedeu uma extensa entrevista à TVI durante a noite desta quinta-feira. 21 anos depois, o presidente do FC Porto regressou à antena da estação de Queluz de Baixo para, em pleno Estádio do Dragão, se pronunciar na primeira pessoa sobre os mais diversos temas da atualidade e dos seus quinze mandatos enquanto líder máximo da instituição da Invicta. Tópicos como a situação financeira do clube que lidera há 38 anos, o tratamento dado pelo governo português aos clubes, a regionalização, os adversários e a relação entre a justiça e o futebol foram abordados abertamente por Pinto da Costa, que começou por realçar que a pandemia afetou as contas do FC Porto, mas que isso não irá comprometer o cumprimento das metas impostas pela UEFA. 

Empréstimo será devolvido antes do próximo ano
“O empréstimo obrigacionista foi adiado para o próximo ano, mas vai ser devolvido antes do próximo ano”

Pandemia impediu a contabilização imediata dos 126 milhões em vendas
“Se não fosse a pandemia, as vendas que fizemos agora, de 126 milhões, tinham entrado nessas contas. Bastava isso para equilibrar as contas”

Alguns empresários querem ganhar tanto como os atletas
“Um bom empresário é importante para o futebol. Um mau empresário é negativo para o futebol, para os clubes e até para os jogadores. Há empresários que, quando negoceiam um jogador, querem ganhar tanto como o jogador”

Covid-19 custou 29 milhões ao FC Porto
“Tem lógica numa coisa ao ar livre estar tudo vazio? Quando vemos espetáculos, como houve recentemente no pavilhão de Guimarães, onde estavam milhares de pessoas juntas com tudo fechado? O FC Porto até agora perdeu 29 milhões”

Estádios vazios silenciam a contestação
“Se calhar a alguns dá-lhes mais jeito que não estejam lá os adeptos. Eu se tivesse adeptos que vinham cá para me insultar também queria o estádio vazio.”

Presidente da República impede a regionalização
“Queixo-me menos porque há cada vez mais centralismo. Nós podemos entrar em guerras que valem a pena. Como toda a gente sabe, sou defensor da regionalização. Mas esbarra tudo no Presidente da República, que é contra a regionalização. E como o senhor Presidente da República é contra a regionalização, nós temos de estar calados e pronto. Temos de esperar que ele vá embora para haver regionalização. A regionalização não anda porque o Presidente da República não quer.”

E-mails expuseram irregularidades no futebol
“Há muita gente, até com responsabilidades no país, e que ainda quer ter mais, que considera o Rui Pinto um herói. Porque denunciou, através de e-mails, algumas irregularidades que se passavam. Se não tivessem sido difundidas, morriam no cesto dos papéis.”

Apoiado por Ramalho Eanes e Fernando Martins 
“Dez dias depois do início do apito dourado houve aqui, neste sítio onde estamos, a apresentação do meu livro, «Largos Dias Têm Cem Anos». Quando cheguei aqui tive uma surpresa e dei de caras com duas pessoas à minha espera: o General Ramalho Eanes e o Fernando Martins, antigo presidente do Benfica, que eu não tinha convidado.”

Vitórias são sinónimo de inimigos
“Quem não tem inimigos é porque está na terceira ou na quarta divisão. No dia em nós não ganhemos nada somos amigos de toda a gente. Quando entrei para presidente tinha muitos amigos. Tenho uma placa no meu museu particular relativa ao prémio de melhor dirigente no relacionamento da imprensa. Sabe de quem? Do Correio da Manhã. Porque, quando eu apareci, o FC Porto era engraçado e tal. Mas, a partir do momento em que fomos campeões europeus, tudo mudou.”

Comunicação social adversa ao FC Porto
“Os verdadeiros inimigos do FC Porto estão na comunicação social. Mais nada.”

Primeiro-ministro na comissão de honra de um devedor
“Não me fez confusão o cidadão António Costa. Fez-me confusão o primeiro-ministro António Costa. Se o cidadão António Costa não fosse primeiro-ministro e aparecesse na Comissão de Honra, nenhum jornal o ia referir. O primeiro-ministro tem direito a ser sócio e acionista da SAD, ninguém tem nada com isso, mas a mim chocou-me o primeiro-ministro estar na comissão de honra a apoiar um indivíduo que deve milhões ao banco que está a ir aos bolsos de todos os portugueses.”

Estádio do Dragão não tem camarotes com 22 juízes
“Vi num jornal que houve um camarote que tinha 22 juízes. Ou estiveram a fazer algum jogo antes do jogo principal e tomaram banho antes de irem para o camarote ou então é inexplicável. Nós costumamos ter pessoas estranhas no camarote, que são os patrocinadores dos jogos. Mas não estou a ver o Ministério da Justiça a patrocinar um jogo do Benfica.”

Os principais destaques da entrevista de Jorge Nuno Pinto da Costa à TVI encontra-se disponíveis na FC Porto TV.

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.