FCP logo
0

Triunfo portista por 33-27 frente ao Sporting, em Lisboa, na 11.ª ronda do Andebol 1

O FC Porto foi mais forte no Clássico da 11.ª jornada do Andebol 1 perante o Sporting. No Pavilhão João Rocha, a equipa azul e branca derrotou o rival lisboeta por 33-27 e, com menos um encontro disputado, está a três pontos do primeiro lugar, ocupado pelo Benfica.

Os anfitriões entraram de maneira mais afirmativa no jogo e, concluídos os primeiros dez minutos, lideravam por três (7-4), a maior vantagem registada no primeiro tempo. A reação portista, ancorada na solidez de Nikola Mitrevski, começou a notar-se na segunda metade da etapa inicial e a menos de cinco minutos do descanso os Dragões passaram pela primeira vez para a frente (13-12), sendo que ao intervalo se verificava um empate no placar (14-14).

A feição da segunda parte foi totalmente distinta. A superioridade clara dos azuis e brancos, tanto no ataque como na defesa, levou o conjunto de Magnus Andersson a construir um avanço de oito (26-18), o mais significativo da partida. Os Leões nunca deixaram de lutar e foram reduzindo distâncias, mas os campeões nacionais acabaram mesmo por impor-se com autoridade. António Areia foi o melhor marcador portista e do duelo, ao apontar dez golos.

No final, o treinador sueco dos visitantes destacou o rendimento da equipa na etapa complementar, mostrando-se satisfeito com o resultado final: "Tive de pedir um time-out muito cedo, porque os elementos da nossa defesa estavam muito distantes uns dos outros. O nosso calendário é difícil, com muitos jogos em poucos dias: na última quarta-feira, receção ao PSG, hoje Sporting, na próxima quinta-feira deslocação a Paris e no domingo seguinte o Benfica. O encontro era motivador, mas a nossa concentração falhou inicialmente, num pavilhão vazio às 11 da manhã, e temos de melhorar a esse nível. De qualquer forma, reentrámos na discussão da partida. Não tivemos problemas no ataque, a nossa defesa é que estava muito separada e a perder muitos duelos individuais contra o Frankis (Carol) e o Pedro (Valdés). Nós sabemos como eles jogam, mas nunca é fácil contrariá-los. O Alfredo (Quintana) praticamente não conseguiu qualquer defesa e começámos a melhorar com a entrada do Nikola (Mitrevski), que defendeu várias bolas e deu alguma energia à equipa. Na segunda parte, estivemos melhor defensivamente, com o Nikola (Mitrevski) a conseguir muitas defesas. Estou contente com a segunda parte e por termos ganho sem ter sofrido muito. Claro que é um bom resultado para nós. É verdade que chegámos a ter uma vantagem de oito e nos últimos minutos essa vantagem foi reduzida para quatro, com alguns erros nossos, mas acabámos por vencer por seis. Cada golo pode ser muito importante no final da época, mas ainda temos muitos jogos pela frente e ainda vamos defrontar todas as equipas do campeonato. Uma vitória com seis golos de diferença contra o Sporting é um bom resultado".   

O próximo compromisso do FC Porto é na Liga dos Campeões face ao PSG. O embate da oitava ronda do Grupo A decorre na próxima quinta-feira, em Paris, a partir das 17h45 (FC Porto TV/Porto Canal).

FICHA DE JOGO

SPORTING-FC PORTO, 27-33
Andebol 1, 11.ª jornada
21 de novembro de 2020
Pavilhão João Rocha, Lisboa

Árbitros: Eurico Nicolau e Ivan Caçador

SPORTING: Aljosa Cudic (1) e Manuel Gaspar (g.r.); Pedro Valdés (6); Théo Clarac, Frankis Carol (7), Dmytro Doroshchuk, Tiago Rocha (6), Francisco Tavares, Salvador Salvador (3), Arnaud Bingo, Nuno Roque, Darko Dukic (4) e Joel Ribeiro  
 Treinador: Rui Silva

FC PORTO: Alfredo Quintana e Nikola Mitrevski (g.r.); Victor Iturriza (4), Manuel Spath, Miguel Martins (4), Djibril M’Bengue, Rui Silva (2), Daymaro Salina (4), Ivan Sliskovic (3), Leonel Fernandes, Diogo Branquinho (5), Diogo Silva, António Areia (10), André Gomes, Miguel Alves e Fábio Magalhães (1)
Treinador: Magnus Andersson

Ao intervalo: 14-14

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.