FCP logo
0

Ação solidária do médio em parceria com o FC Porto

Por iniciativa de Otávio, jogador do FC Porto, e com apoio do clube foram doadas 20 mil unidades de bens alimentadores a quatro instituições de solidariedade da cidade do Porto: a Legião da Boa Vontade, o Centro Juvenil de Campanhã, a Associação dos Albergues Noturnos do Porto e o Centro Comunitário São Cirilo.

O mote foi, então, do jogador e a ação, organizada em conjunto com Departamento de Coesão Social da Câmara Municipal do Porto, contou com a ajuda de empresas como A Poveira, Cerealis e Agros, para que bens como atum, massas, farinhas, bolachas, cereais e leite, de acordo com o ramo de produção de cada uma, pudessem chegar aos mais desfavorecidos, numa altura ainda mais delicada devido aos problemas que a pandemia de Covid-19 veio colocar.

As quatro instituições trabalham com pessoas carenciadas de variadas formas. A Legião da Boa Vontade, por exemplo, apoia 200 famílias por mês com cabazes alimentares, para além de Sem Abrigo, a quem fornecem kit de pequeno almoço diariamente. O Centro Juvenil de Campanhã é um lar que acolhe crianças e jovens entre os 7 e os 20 anos, num total de 55 pessoas. Por seu turno, a Associação dos Albergues Noturnos do Porto serve cerca de 340 refeições por dia a pessoas Sem Abrigo e carenciadas. Por fim, o Centro Comunitário São Cirilo entrega cabazes a cerca de 40 famílias carenciadas e serve refeições a 18 residentes.

Por tudo isto, todos os contributos são, naturalmente, importantes para o trabalho solidário exercido junto dos mais favorecidos. Susana Veiga, assistente social na Legião da Boa Vontade, destaca isso mesmo: “São alimentos que fazem a diferença em cada um dos agregados que apoiamos. Temos ajudado pessoas que nunca necessitaram de pedir ajuda e que, devido à situação de pandemia, viram os seus empregos destruturados ou ficaram com rendimentos muito mais baixos. Foi o FC Porto que nos contactou e isso faz toda a diferença porque mostra uma atitude de responsabilidade e que estão atentos à realidade que estamos a viver.”

Também Mariana Roseira, diretora do Centro Comunitário São Cirilo, lembrou a relevância de a ajuda chegar através de um jogador do FC Porto: “Com a visibilidade que tem, pode trazer outras marcas para nos apoiarem. É uma forma de poderem chegar doações muito generosas de marcas que o poderão fazer.”

O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.