FCP logo
0

FC Porto B empatou a zero na visita da 21.ª jornada da Liga Portugal 2 a Penafiel

O FC Porto B saiu de Penafiel com uma igualdade a zero, no seguimento do confronto da 21.ª ronda da Liga Portugal 2 que trouxe um déjà-vu, com mais uma arbitragem polémica que deixou em inferioridade numérica o coletivo azul e branco, o qual passa a somar 15 pontos na classificação.  

A equipa portista foi a mais afoita nos minutos iniciais e bem cedo poderia ter ficado na dianteira caso Emanuel Novo não tivesse travado o cabeceamento tenso de João Marcelo, ocorrido na sequência de um canto (6m). Aos poucos, os anfitriões foram aliviando a pressão e deram equilíbrio à partida, com Bruno César a ter protagonismo: primeiro, à direita, tentou a sorte em jeito (14m) e depois rematou cruzado (23m), tendo Ricardo Silva intervindo decisivamente em ambas as ocasiões.

Numa primeira parte em que os Dragões tiveram uma percentagem superior de posse de bola e atacaram mais, os rubro-negros produziram uma outra iniciativa de registo, em que Pedro Soares correspondeu ao cruzamento de David Caiado, atirando ligeiramente ao lado da baliza portista (37m). Antes do intervalo, foram os azuis e brancos quem poderia ter alterado o marcador, novamente através de um canto que permitiu mais um cabeceamento perigoso na grande área duriense, desta vez da autoria de Danny Loader (40m).

No reatamento, o conjunto orientado por Pedro Ribeiro criou algum alvoroço no terço defensivo dos visitantes graças ao pontapé de Robinho (52m), mas na resposta os “bês” estiveram mais perto de marcar. Ao toque ao primeiro poste de Boateng (58m), seguiram-se o desvio de cabeça de Mor N’diaye (68m) e a ação de Rodrigo Valente, que cara a cara com o guardião local teve oposição à altura (70m).

Intensificava-se o domínio e Mor N’diaye voltou a dar nas vistas em zona ofensiva ao desferir um forte remate que só não desembocou em golo porque Emanuel Novo, uma das figuras do encontro, fez uma intervenção a preceito (83m). Os derradeiros minutos foram uma repetição do que se tem verificado nos últimos tempos, ficando a formação da Invicta reduzida a dez por expulsão de Gonçalo Brandão na sequência de uma entrada em que tocou na bola e já após uma jogada na qual se reclamou penálti sobre Igor Cássio. Em período de compensação, Ricardo Silva intercetou uma bola cruzada por Ronaldo Tavares que poderia ter causado estragos.

No final, António Folha elogiou a atuação da sua equipa: “Os meus jogadores têm de estar contentes com o que fizeram hoje contra um adversário difícil, tiveram o comportamento que eu espero das minhas equipas, ou seja, jogar para ganhar sempre. Estou muito contente com a prestação deles, se tivesse havido golos o jogo teria sido mais bonito. Seja como for, fizemos uma grande exibição. Em relação à expulsão, disse ao Malheiro que o Brandão tocou na bola, ao que ele me respondeu que até pode ter tocado mas abordou o lance de forma bastante agressiva. A partir daí, está resolvido, conversámos e é assim quando há respeito. Não podemos pensar nas vitórias sem trabalharmos diariamente para crescermos. Jogámos bem nestes três jogos e há que olhar para a frente sempre. Trabalhamos sempre com afinco para sair desta situação e fazer isto aos domingos só é possível com a cabeça limpa. Com esta atitude, estamos mais perto de ganhar, é esse o caminho certo e o que quero para a minha equipa”.

Na próxima jornada, a 22.ª, o FC Porto B vai a Rio Maior defrontar o Vilafranquense. O encontro está marcado para o próximo sábado às 17h00 (Canal 11).

FICHA DE JOGO

PENAFIEL-FC PORTO B, 0-0

Liga Portugal 2, 21.ª jornada
21 de fevereiro de 2021
Estádio Municipal 25 de abril, Penafiel

Árbitro: Hélder Malheiro
Assistentes: Rui Cidade e Gonçalo Freire
Quarto árbitro: Carlos Espadinha

PENAFIEL: Emanuel Novo, Ricardo Machado, Capela (cap.), Denis, Paulo Henrique, Franco, David Caiado, Gustavo Henrique, Bruno César, Pedro Soares e Robinho
Substituições: Pedro Soares por Rui Pedro (60m), Robinho por Ronaldo (62m), Franco por João Amorim (62m), Davis Caiado por Wagner (73m) e Paulo Henrique por Simão (87m)
Não utilizados: Filipe, David Santos, Leandro e Pedro Prazeres
Treinador: Pedro Ribeiro

FC PORTO B: Ricardo Silva, Rodrigo Conceição, João Marcelo, Gonçalo Brandão, Diogo Bessa, Mor N’diaye, Tiago Matos, Rodrigo Valente (cap.), Gonçalo Borges, Kelvin Boateng e Danny Loader
Substituições: Gonçalo Borges por Igor Cássio (82m), Boateng por Johan Gómez (82m) e Rodrigo Conceição por Pedro Justiniano (92m)
Não utilizados: Ivan Cardoso, Rafa Pereira, Rodrigo Pinheiro, Carlos Gabriel, Ebuka e Diogo Ressurreição
Treinador: António Folha

Ao intervalo: 0-0
Marcadores: 
Disciplina:
cartão amarelo a Pedro Soares (30m), Franco (34m), Gustavo Henrique (53m), Denis (61m), Capela (75m), cartão vermelho a Gonçalo Brandão (86m)

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.