FCP logo
0

Sérgio Conceição quer um FC Porto à altura das exigências na deslocação a Moreira de Cónegos (segunda-feira, 21h15)

O FC Porto leva sete jornadas consecutivas a vencer na Liga NOS e procura chegar à oitava em Moreira de Cónegos. A garantia foi dada por Sérgio Conceição, em conferência de imprensa de antevisão do embate no reduto do Moreirense (segunda-feira, 21h15, Sport TV). Na antecâmara da ronda 29, o treinador campeão nacional assume tratar-se, “historicamente”, de “um jogo difícil” em que o “objetivo” é só um: “Ganhar os três pontos”. Entre rasgados elogios a Marega e duras críticas a quem se esforça por o denegrir, o timoneiro azul e branco revelou que acreditar sempre, “até que matematicamente seja impossível”, é uma “forma de estar no clube” “Não passo uma mensagem aos jogadores, eles são os primeiros a perceber que eu acredito no que estou a dizer. Acredito sempre que é possível”.

Moreirense sem vencer em casa desde dezembro
“Essas estatísticas não entram, se não falaria dos pontos que o Moreirense já tirou em casa a equipas que lutam pelo título. Nós olhamos para a equipa, para a sua dinâmica, para o que temos de fazer e para a preparação do jogo em função dos nossos jogadores e da nossa equipa. Temos de olhar para o Moreirense, uma equipa difícil, apesar das estatísticas, historicamente é um jogo difícil e é mais um do campeonato, que nós temos de levar para onde nós queremos, onde nos sentimos confortáveis, para ganharmos os três pontos, que é o nosso objetivo.”

Transições rápidas do adversário
“Nós preparamos a equipa para todos os momentos, em que vamos estar em ataque organizado e em que o adversário tenha espaço para explorar. O nosso equilíbrio defensivo vai ser fundamental, vai haver situações em que vamos ter esse mesmo espaço. Não olhamos para o jogo só de uma forma, temos de perceber que há muitos momentos e que, em todos eles, o jogo pode-se decidir. Nós preocupamo-nos com tudo isso, com o que é o jogo jogado, e também com as bolas paradas que nós trabalhamos. É tudo preparado na globalidade, percebendo que nesse momento de atacar rápido o Moreirense tem jogadores com qualidade técnica no primeiro passe e jogadores perigosos na velocidade. Estamos alertados para isso, cabe-nos a nós estarmos seguros e equilibrados no jogo.”

Indiferente ao SC Braga-Sporting
“Às oito temos o jantar em estágio. 19h15 no Dragão, 19h30 a sair e às 20h00 é hora do jantar. Depois do jantar com certeza que ainda há algum tempo, mas não é a prioridade.”

Melhorias do coletivo
“Tem sido um trabalho da equipa técnica e dos jogadores, que são quem vai para dentro do campo tentar interpretar da melhor forma o que lhes é pedido. Estamos na 29.ª jornada e até à 34.ª vamos continuar com situações por melhorar e para trabalhar. No futebol não há perfeição, andamos sempre desesperados à procura dela, mas é muito difícil de alcançar. Sei que estamos bem preparados e vamos à procura dessa perfeição.”

Diferença pontual em caso de vitória bracarense
“O FC Porto não fica a um ponto, fica a quatro. Temos que ganhar o nosso jogo, que é o mais importante. Era bom que eles perdessem três e nós ganhássemos mais três, era uma maravilha. Há a pressão de ganharmos os nossos jogos, temos de jogar o nosso jogo e ganhá-lo. Não vale a pena olhar para o resultado dos adversários, não dependemos de nós. Obviamente que esses resultados também são importantes, caminhamos para o final do campeonato, sabemos que os jogos têm um peso enorme, que o ponto está difícil de conquistar e temos de fazer o nosso trabalho. Não serve de nada olhar para os outros se nos esquecermos de fazer o nosso trabalho. Foco total, concentração total no nosso jogo e não mudar nada na preparação do jogo. A preparação tem a ver com o estágio, com as nossas rotinas, que não vamos mudar em função seja do que for. Estamos concentrados e focados no nosso dever, que é ganhar os três pontos.”

6 pontos recuperados em 4 jornadas
“Essa forma de estar no clube, a minha forma de acreditar até que matematicamente seja impossível, é de uma forma convicta. Não passo uma mensagem aos jogadores, eles são os primeiros a perceber que eu acredito no que estou a dizer. Acredito sempre que é possível, o que é importante é perceber que, se estamos a fazer contas, somos os culpados dessa situação. Podíamos estar muito mais satisfeitos e felizes noutra posição, que não o segundo lugar a quatro pontos do líder do campeonato. Temos não só de acreditar como trabalhar para retificar algumas coisas. Nomeadamente a organização defensiva, como me foi perguntado, para ganharmos jogos e pontos que nos permitam sermos felizes no final. Sabemos que houve uma ou outra situação que não correu tão bem durante a época, por isso estamos nesta posição.”

Nomeação de Hugo Miguel
“Têm que fazer essa pergunta à APAF. Não é por sorteio, há nomeações. O Hugo Miguel sendo um bom árbitro e estando em condições em termos psicológicos vai apitar um jogo que pode ser decisivo para o campeonato. Se foi bem ou mal nomeado tem de perguntar ao Fontelas Gomes, à APAF, e eles que respondam a isso.”

A importância de Marega
“Quando joga ele dá o máximo, e é fácil fazer essa gestão num jogador como o Marega. Eu acredito que hoje em dia quem se mete atrás das redes sociais a criticar e a rebentar com quem não acham tão simpático, tão tecnicamente evoluído, que tem um sorriso bonito… por todos os motivos e mais alguns. Isso depois é moda, é só pegar no telefone, no computador e já está. E não dão a cara, como vocês sabem. Tenho três jogadores que me acompanham desde o primeiro momento aqui: Marega, Otávio e Corona. O Sérgio Oliveira entretanto saiu por empréstimo para o PAOK e o Marcano também. Penso que eles têm tido uma evolução e deram alegrias que nos quatro anos que antecederam a minha chegada não aconteciam. O FC Porto não tinha ganho nada. Temos de ver qual foi o custo e o rendimento do Marega. É o segundo melhor marcador do Dragão, atrás do Jackson Martínez que tem quase 50 golos. É o melhor marcado em jogos seguidos na Liga dos Campeões. Somos a terceira equipa com mais presenças na Liga dos Campeões, vejam quantos avançados é que o FC Porto teve de grandíssima qualidade. E o melhor marcador é o Marega, o rapaz que vocês dizem que tem os pés quadrados. Quantos golos é que o Marega não tem? O que é que nos custou? Em relação a outros que custaram muito mais e não deram nem um terço ao FC Porto. A isso eu chamo ingratidão, independentemente de contratos, se é alto, baixo, gordo ou magro… Gordo não pode ser, se não não pode jogar. É preciso olhar para isto antes de escrever. Há uma coisa que eu sei definir muito bem, e falei disso na última conferência, que é o que é ser um jogador à FC Porto. O que é ter a tal mística, porque muita gente não sabe o que é isso. É olhar para o Pepe. De outro lado posso dizer que é olhar para o Marega, porque sempre que entra aqui e vai lá para dentro dá o máximo. Isso é que é a mística, não há segredos. Falha golos? Falha passes? Mas quem é que não falha? Eu disse uma coisa na sessão de vídeo, que foi que ao intervalo do jogo com o Vitória de Guimarães estava para tirar o Marega. Entretanto deixei-o mais dez ou quinze minutos, porque o jogo estava a correr mal à equipa, mas eu percebi dentro da minha ignorância que se calhar um jogador com outro tipo de características acrescentasse mais à equipa. Iniciámos a segunda parte e o Marega fez o golo. Eu não percebo nada de futebol, porque o futebol é isto. É preciso as pessoas meterem a mão na consciência e tirarem do telemóvel. Andam com ele para todo o lado e por vezes escrevem coisas estúpidas.”

Situação contratual de Marega
“Mexe zero, ele está completamente focado nos jogos que faltam. O Marega não é caso único, eu também acabo contrato e estou aqui focado no jogo de amanhã. Acho que isso não é o mais importante, seja para mim, para o Marega, para o Manuel, o António ou o Joaquim. Entretanto saíram notícias de que o empresário tinha falado e isso é falso. Ninguém falou, toda a gente está focada e empenhada em acabar bem o campeonato. Acabar bem é estarmos concentrados no que temos a fazer, que são os nossos jogos.”

Condição física de Zaidu
“Melhorou bastante, não sabemos se vai estar apto para o jogo, porque é um problema muscular. Mas já está bastante melhor, se não estiver apto neste jogo estará no próximo.”

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.