FCP logo
0

Central de 28 anos chega ao voleibol portista vinda do Brasil

Depois de Ana Gamboa, Ana Couto e Bruna Gianlorenço, Adriani Vilvert é a mais recente contratação da AJM/FC Porto para o ataque a 2021/22. Aos 28 anos, a voleibolista brasileira assinou um contrato com os Dragões válido por uma temporada e, em declarações à FC Porto TV e ao Porto Canal, mostrou-se “super contente e animada”, “muito feliz e motivada” por poder vestir as cores de “uma grande equipa, que foi campeã de Portugal e que tem muita história e representatividade”. “Tenho grandes expectativas de que podemos fazer um bom trabalho de equipa e que consigamos atingir os nossos objetivos coletivos e individuais. Espero que seja uma temporada excelente para todas nós”, concluiu a central oriunda do Esporte Clube Pinheiros.

Honrada pela mudança
“Fiquei super contente e animada quando a minha empresária entrou em contacto comigo para me falar do interesse da AJM/FC Porto em me contratar. Fiquei muito feliz e motivada, porque sei que é uma grande equipa, que foi campeã de Portugal e que tem muita história e representatividade. Tenho a possibilidade de jogar num campeonato europeu, por isso fiquei mesmo muito contente e honrada.”

Em estreia na Europa
“Vai ser a minha primeira experiência fora do Brasil. Jogo aqui há mais de oito anos e sempre tive o desejo e a vontade de jogar fora do meu país, de conhecer outros campeonatos e culturas. Estou muito feliz por esta experiência ser em Portugal, vejo que o campeonato está em ascensão e fazer parte de uma equipa tão grandiosa como a AJM/FC Porto deixa-me com grandes expetativas para a próxima temporada.”

Jogadora de equipa
“Sou uma jogadora esforçada, dedicada, proponho dar cem por cento todas as épocas. Sou uma jogadora que gosta muito de trabalhar em equipa, até pela posição em que jogo, que depende muito das minhas companheiras. Ter bom passe, levantamentos precisos e uma boa marcação do bloqueio é fundamental. Necessito muito da colaboração das minhas companheiras e isso moldou a minha personalidade como jogadora, o trabalho de equipa e a união. Gosto de jogar, de dar o meu melhor todos os dias em prol da equipa e acredito que só conseguimos alcançar a excelência se dermos o máximo diariamente nos treinos.”

Adaptação a uma nova realidade
“O meu primeiro objetivo para esta temporada é adaptar-me ao voleibol europeu. Tenho algumas amigas que já jogam há alguns anos na Europa e elas sempre frisaram as diferenças e particularidades entre o voleibol brasileiro e europeu. A partir daí quero atingir o meu segundo objetivo, que é dar o meu melhor, conseguir ajudar a minha equipa a ir o mais longe possível em todas as competições e dedicar-me inteiramente a isso. Tenho a certeza que vou alcançar os meus objetivos.”

Renatinha e Bruna já foram adversárias
“Conheço duas atletas que já fazem parte do plantel da AJM/FC Porto, por ter jogado contra elas no Brasil. Uma é a Renatinha, que é uma grande atleta, com uma história incrível e que eu admiro muito. A outra é a Bruna Gianlorenço, contra quem joguei há alguns anos, antes de ela ir para a Europa. É uma jogadora com muito potencial. Confesso que ainda não conheço as outras jogadoras, mas tenho grandes expectativas de que podemos fazer um bom trabalho de equipa e consigamos atingir os nossos objetivos coletivos e individuais. Espero que seja uma temporada excelente para todas nós.”

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.