FCP logo
0

Depois de estar a vencer por 2-0 ao intervalo, o FC Porto saiu de Lisboa com uma derrota por 6-3 diante do Sporting e a final está empatada

O FC Porto perdeu nesta quinta-feira diante do Sporting (6-3), no Pavilhão João Rocha, em Lisboa, no segundo jogo da final do Play-off do Campeonato Nacional de hóquei em patins, disputada à melhor de cinco. Com este resultado, a eliminatória está agora empatada com uma vitória para cada lado.

A exibição do FC Porto na primeira parte do segundo clássico da série roçou a perfeição. Ainda não estavam decorridos cinco minutos quando Gonçalo Alves abriu o ativo num lance pleno de perseverança e categoria, que não deu hipóteses a Ângelo Girão. O Sporting, que pouco ou nada incomodou Xavier Malián ao longo da etapa inicial, viu o FC Porto aumentar para 2-0 a menos de dois minutos do intervalo, por intermédio do capitão Reinaldo García, que marcou mesmo de ângulo difícil.

Pouco depois do reatamento, na sequência de um cartão azul muito discutível mostrado a Gonçalo Alves e já depois de Ferran Font ter desperdiçado o respetivo livre direto, Gonzalo Romero reduziu a diferença para o Sporting e capitalizou a inferioridade numérica do FC Porto. O mesmo Gonzalo Romero, de longa distância, surpreendeu Xavier Malián e assinou o 2-2. Menos de um minuto depois, com muita sorte à mistura, Toni Pérez fez o 3-2 para os lisboetas literalmente sem querer.

Numa segunda parte que nada teve a ver com a primeira, Gonzalo Romero assinou o hat-trick, Toni Pérez bisou e, de repente, o Sporting chegou ao 5-2. Gonçalo Alves reduziu a diferença de livre direto, mas Alessandro Verona repôs os três golos de vantagem para os lisboetas e estabeleceu o 6-3 final no Pavilhão João Rocha.

“Decididamente, a nossa segunda parte não foi tão boa quanto a primeira. A equipa caiu em termos de intensidade, mas também sabemos que o aspeto físico é importante, o que pode explicar a nossa quebra. Ainda assim, creio que podíamos ter feito mais e melhor na segunda parte. Vamos rever o jogo de hoje e corrigir o que temos de corrigir para domingo. O período de recuperação é curto, mas faz parte. Todos os jogos são fundamentais e nós sabemos disso, pois vimos de uma meia-final que parecia quase perdida. Não pensamos que este ou aquele jogo é fundamental. Para nós, todos os jogos são fundamentais. Temos de resistir e aguentar bem em termos físicos e mentais”, afirmou o treinador Guillem Cabestany no final da partida.

O terceiro jogo da final está agendado para o próximo domingo, às 15h00 (FC Porto TV e Porto Canal), no Dragão Arena.

FICHA DE JOGO

SPORTING-FC PORTO FIDELIDADE, 6-3
Campeonato Nacional, Play-off, final, jogo 2
10 de junho de 2021
Pavilhão João Rocha, em Lisboa

Árbitros: Ricardo Leão e Miguel Guilherme

SPORTING: Ângelo Girão (g.r.), Telmo Pinto, Pedro Gil (cap.), Matías Platero e João Souto
Suplentes: Zé Diogo Macedo (g.r.), Ferran Font, Alessandro Verona, Toni Pérez e Gonzalo Romero
Treinador: Paulo Freitas

FC PORTO FIDELIDADE: Xavier Malián (g.r.), Xavier Barroso, Reinaldo García (cap.), Rafa e Gonçalo Alves
Suplentes: Tiago Rodrigues (g.r.), Zé Miguel, Ezequiel Mena, Giulio Cocco e Carlo Di Benedetto
Treinador: Guillem Cabestany

Ao intervalo: 0-2
Marcadores: Gonçalo Alves (5m e 46m), Reinaldo García (24m), Gonzalo Romero (30m, 41m e 45m), Toni Pérez (42m e 46m), Alessandro Verona (47m)

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.