FCP logo
0

Pepe puxou dos galões e destacou os méritos do FC Porto na conquista do 30.º título de campeão

Não há campeão como o FC Porto. Com os três pontos arrecadados na receção ao Estoril deste sábado, relativa à derradeira jornada da Liga, os campeões nacionais ultrapassaram a barreira dos 90, alcançaram os 91 e superaram por três a anterior melhor que já lhes pertencia. No final da partida de consagração do 30.º título nacional, Otávio não virou o foco para o Jamor sem antes falar de uma conquista “muito merecida, fruto do trabalho da equipa durante o ano e da luta de todos”. Já Pepe deu uma verdadeira lição de futebol a “alguns iluminados em vários programas que, se calhar, nunca deram um pontapé numa bola e quiseram manchar o trajeto” recordista azul e branco.

Otávio
“É muito merecido, fruto do trabalho da equipa durante o ano e da luta de todos na busca por este título. O objetivo principal foi conseguido, mas sabemos ainda temos um troféu para conquistar. Vamos festejar hoje, descansar amanhã e na próxima semana começamos a pensar no Tondela, porque vai ser um jogo muito importante. Acho que é a minha melhor época em tudo. O trabalho da equipa também me faz melhor, procurei sempre melhorar. Graças a Deus consegui e isso é prova do esforço que colocamos no trabalho. Estou muito feliz.”

Pepe
“Em primeiro lugar quero dar os parabéns aos nossos adeptos, que foram fantásticos durante toda a época. Entrámos fortes no jogo, o Estoril não teve oportunidade nenhuma e poderíamos ter saído para o intervalo com um resultado favorável. A segunda parte foi inteiramente nossa, sempre em busca da vitória que conseguimos com naturalidade e porque fomos a equipa que trabalhou mais e procurou a baliza adversária. Isto para mim significa muito, porque este é um clube que eu amo. Quero agradecer a estes adeptos que sempre acreditaram na equipa e a alguns iluminados em vários programas que, se calhar, nunca deram um pontapé numa bola e quiseram manchar o nosso trajeto. 58 jogos sem perder, defesa menos batida, melhor ataque, recorde de pontos… contra factos não há argumentos. Continuem, porque é assim que nos alimentam para lutarmos contra tudo e contra todos. Acredito que todos os títulos são especiais, este sabe melhor porque antigamente era só uma luta entre FC Porto e Benfica, agora entrou o Sporting. Nós lutámos até ao final e, tal como disse, contra factos não há argumentos. Fomos a melhor equipa em Portugal, basta olhar para as estatísticas. Estivemos muito bem, sabemos o trabalho que fazemos todos os dias e estamos orgulhosos dele. Quando se trabalha a sério, como nós fizemos, a tendência é esta e a fasquia fica muito alta para os outros clubes. Tenho mais um ano de contrato e quem anda nesta luta diária torna-se mais propício a lesões. Não sou só eu, há jogadores muito mais jovens que também se lesionam. Acho que o mais importante é ter a força mental que temos para ultrapassar estes acontecimentos que nos sucedem na carreira. Aqui no FC Porto trabalhamos com muita seriedade e temos a possibilidade de dar o nosso máximo em prol do clube.”

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.