FCP logo
0

Sérgio Conceição é um treinador feliz e recordista de pontos na história do futebol português

O FC Porto é o campeão dos campeões em Portugal depois de vencer o Estoril (2-0), no Estádio do Dragão, na 34.ª e última jornada da Liga Portugal Bwin. Depois do encontro que permitiu aos azuis e brancos chegar aos 91 pontos, um recorde absoluto no futebol português, Sérgio Conceição abordou de forma particular o golo apontado por Fernando Andrade e não esqueceu a Nação Porto que encheu o Dragão na tarde que consagrou os campeões nacionais 2021/22: “. É momento de usufruir, desfrutar, cada um à sua maneira, juntamente com esta linda família portista”.

O resumo do jogo
“Para mim foi um jogo normal, que queríamos ganhar. Não estivemos tão bem em algumas situações, que se aceitam, sem bola e com bola também. É normal. Muitos destes jogadores estavam há dois ou três anos na formação e hoje estão a ver este título mais do que merecido, com um trajeto fantástico. É momento de usufruir, desfrutar, cada um à sua maneira, juntamente com esta linda família portista. Há dois anos não tivemos a felicidade de poder desfrutar deste condimento, que é a festa de todos os portistas. Eu não fiz mais do que a minha obrigação, os jogadores ganharam merecidamente e, para toda a gente que nos acompanha diariamente no Olival, uma palavra de apreço pela dedicação, pela vontade de conquistar e por lidarem com a minha exigência diariamente, que não é fácil. Quer quando ganhamos, quer quando acontece um resultado menos bom. Parabéns a todos.”

O 2-0 assinado por Fernando Andrade
“Senti-me emocionado. O Fernando fez aqui um início de época muito bom, saiu, magoou-se com gravidade, e pediram-me se era possível fazer a recuperação no FC Porto. Disse que claro que sim, e fez, era um de nós e continuou a ser. Acompanhámos estes meses de grande sofrimento e dedicação e ele sempre com um espírito fantástico. Tem um espírito fabuloso. Daí este prémio, que é merecido. Não dou nada a ninguém por acaso. Francisco Meixedo, Cláudio Ramos, Rúben Semedo e Fernando Andrade tiveram o que mereceram. São campeões também.”

A Nação Porto
“É o condimento que faltou. Eles estavam todos contentes, eu também, de ser campeão há dois anos, mas agora temos aqui obviamente todos os condimentos que fazem desta festa uma festa ainda mais bonita.”

O que os pais diriam neste momento
“Diziam-me que valeu a pena o imenso sacrifício que eles fizeram para me criar e educar, a mim e aos meus irmãos. Prometi-lhes que cada dia para mim era uma justificação para ser melhor homem naquilo que fizesse, para ser o melhor profissional possível. Dedicação máxima para agradecer e dedicar-lhes. Estão diariamente comigo, nos meus pensamentos. Partiram, não estão fisicamente cá, mas estão sempre comigo.”

A Taça de Portugal depois da festa
“Não sou muito de festas. Vou no autocarro em baixo, a beber uma cervejinha e está bom. Uma, duas ou três. Depois de amanhã, pensar naquilo que é a Taça de Portugal.”

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.