FCP logo
0

Jorge Henriques, diretor desportivo da W52-FC Porto, aponta à vitória final nos campeonatos de contrarrelógio e de estrada

Com os Campeonatos Nacionais à porta e depois de um estágio em altitude na Covilhã, a W52-FC Porto regressa à estrada este fim de semana para dar seguimento à preparação para a Volta a Portugal em bicicleta. Em vésperas do contrarrelógio individual (sexta-feira) e da prova de estrada (domingo) que irá coroar o novo dono da camisola com a bandeira nacional Jorge Henriques revela que a formação azul e branca se fará representar em Mogadouro por João Rodrigues, José Gonçalves, Ricardo Vilela e José Neves, o detentor do título, e que só o primeiro lugar interessa. 

Certo de que poderá “dar continuidade ao trabalho que vem sendo feito há vários anos para ir de encontro aos objetivos definidos no princípio do ano”, o diretor desportivo assegura que “ninguém pode apontar o dedo à equipa por falta de atitude” e mostra-se confiante para as metas que restam na temporada ciclística: “As vitórias irão surgir com toda a certeza, tal como irão surgir aquelas que mais ambicionamos”.

Balanço do primeiro mês no cargo
“Foi um mês de muito trabalho. Chegar a uma estrutura competente e grande como a W52-FC Porto no decorrer da época fez com tivesse de andar em registo de contrarrelógio. Esta equipa tem atividade diária e tive de conhecer individualmente onze atletas espalhados pelo país. Aproveitando as poucas provas disputadas até hoje, geriram-se os estágios para retirar o máximo de informação possível e podermos dizer que o trabalho está a surtir efeito. Tenho a certeza absoluta de que, doravante, poderemos dar continuidade ao trabalho que vem sendo feito há vários anos para ir de encontro aos objetivos definidos no princípio do ano.”

Quatro velocistas no contrarrelógio
“Estamos a fazer as coisas com bastante paciência. As três provas que ficaram para trás serviram, acima de tudo, para apurarmos momentos de forma e condição física. Para fazermos uma leitura de diversas tipologias de equipas, uma vez que nem todos puderam competir em simultâneo. Com o estágio que fizemos na semana passada, e que ainda está a decorrer com todos os atletas, o foco está nos próximos dias. Dia 24 teremos o Campeonato Nacional de CRI, onde nos faremos representar com quatro atletas - o João Rodrigues, o José Gonçalves, o Ricardo Vilela e o José Neves - e, no domingo, teremos a prova de fundo, onde o nosso objetivo passa por revalidar o título. Neste momento o José Neves é Campeão Nacional com todo o mérito e a W52-FC Porto vai para esta competição com o anseio de revalidar o título e sair de Mogadouro com as cores nacionais ao peito.”

Chegados a junho sem vencer
“Temos que analisar a época num todo. Quem está a par do desporto, seja ele ciclismo, futebol ou outra modalidade qualquer, sabe que não existem duas temporadas iguais. Podemos manter o mesmo plantel de um ano para o outro, mas há uma série de fatores exógenos que não controlamos e nem sempre os atletas conseguem atingir o mesmo rendimento físico que lhes permita conquistar vitórias. A equipa não está sob stress e tem trabalhado, que é o mais importante. Convém realçar também que, embora as vitórias não tenham surgido sob o risco da meta, ninguém pode apontar o dedo à equipa por falta de atitude. A equipa tem lutado, estado presente e enaltecendo os triunfos daqueles a quem sorri a estrelinha da sorte. Continuamos serenos e trabalhadores. É isso peço aos atletas, que sejam profissionais como têm sido, que estejam tranquilos e que acreditem no seu potencial. As vitórias irão surgir com toda a certeza, tal como irão surgir aquelas que mais ambicionamos.”

Uma prova-chave no calendário
“O Grande Prémio do Douro Internacional será, para nós, uma competição muito importante. Vamos para a estrada com toda a força, conhecendo a tipologia do terreno que se ajusta aos nossos corredores. Entraremos em prova não só com a perspetiva de a conquistar, mas também de fazer aqui uma melhoria da condição física projetando a nossa presença na Volta a Portugal.”

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.