FCP logo
0

Sérgio Conceição anteviu a estreia dos atuais campeões nacionais na Liga, frente ao Marítimo

O FC Porto vai estrear-se este sábado na edição 2022/23 da Liga frente ao Marítimo (20h30, Sport TV), no Estádio do Dragão. Na antevisão ao primeiro encontro da principal prova nacional, Sérgio Conceição frisou que “as expetativas são as de sempre expetativas são as de sempre: fazer um bom jogo e de termos um resultado positivo, que passa pela vitória. O Marítimo é uma equipa que, desde o ano passado, vem com o Vasco, que pegou na equipa no último lugar e acabou tranquilo no décimo lugar. Houve algumas saídas e entradas, continuam a ser uma equipa competitiva, bem organizada e sabem bem o que têm de fazer nos diferentes momentos do jogo. Temos de olhar para o adversário com o respeito e a humildade de sempre, mas acima de tudo olhar para nós e para o que temos de fazer”.

Horas depois de o clube ter assinado com André Franco, um dos atletas-revelação da última temporada, o treinador portista abordou o “Modus Operandi” do clube no mercado: “Naquilo que é o mercado, cada vez mais temos de olhar para jogadores jovens que tenham talento e olhamos para o mercado interno. Nesse sentido, aproveito para desejar felicidades ao Franco pelo que vai ser o trajeto dele e a exigência diferente que vai ter no FC Porto. Tal como o Gabriel Veron, são jogadores jovens que vão ter o seu tempo de adaptação e amadurecimento normal de uma realidade diferente a que estão habituados. O nosso papel é evoluir os jovens para termos um papel competitivo. No mínimo, temos 44 jogos e em todas as competições queremos ser muito competitivos e ir o mais longe possível. Por isso, temos um plantel apetrechado com jogadores que nos possam dar esse valor ao plantel. Tirando algumas equipas que se dão ao luxo de poderem comprar jogadores que encaixam imediatamente nas equipas, o resto das equipas não tem essa possibilidade”.

Para o jogo de amanhã, haverá jogadores em dúvida até ao último minuto, referiu o mister: “O Evanilson está no boletim e o Gruijc também teve um pequeno problema há dois dias, mas deram uma resposta positiva e vamos ver até à hora do jogo”.

Questionado sobre a corrida ao título nacional, o técnico azul e branco destacou que “há favoritos no campeonato nacional, são os grandes históricos e o Braga também. Nós não temos vantagem por termos conquistado três campeonatos nos últimos cinco anos. Os títulos conquistados fazem parte do passado. Temos de olhar para esta maratona de 34 jornadas e estes clubes estão em pé de igualdade. Tudo depende do que fizermos porque não é o peso da camisola que vai resolver alguma coisa. Acho que temos uma liga interessante, sempre com equipas técnicas cada vez mais bem preparadas, com mais jovens a aparecerem nas equipas principais. É de louvar as coisas positivas, já viram a quantidade de jogadores que saem para os melhores campeonatos do Mundo? Há muita matéria-prima com muita qualidade”.

Sobre a vontade de defender o estatuto de campeão nacional: “Temos de defender esse título. Difícil é ganhar muitas vezes e estar motivados para isso, e esse é o meu foco: chegar a maio e voltar a ser campeão nacional”.

Veja aqui, na íntegra, a conferência de imprensa de Sérgio Conceição.

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.