FCP logo
0

Mercedes Martínez, embaixadora de Cuba em Portugal, visitou esta terça-feira o museu azul e branco, juntamente com compatriotas que representam a equipa de andebol

O Museu FC Porto teve uma visita especial. Na manhã desta terça-feira, Mercedes Martínez, embaixadora de Cuba em Portugal, vislumbrou os sucessos azuis e brancos acompanhada por José Magalhães e por atletas de andebol dos Dragões que nasceram em Cuba.

Com boa disposição e muitos sorrisos, a embaixadora admitiu que já conhecia “a grandeza do FC Porto” e vincou a importância dos jogadores cubanos demonstrarem as suas capacidades “numa grande equipa”, que permite elevar o nome do país para outros patamares.

Mercedes Martínez (embaixadora de Cuba em Portugal)
“O FC Porto tem uma história, também ela baseada na história da cidade e de todas as pessoas que nela habitam. Isso é muito bem representado neste museu. Hoje foi muito importante, para mim, poder partilhar este momento com os meus compatriotas, que fazem parte da equipa de andebol. Tinha ideia da grandeza do FC Porto, porque estive cá a trabalhar entre 2002 e 2006 antes de conseguir este cargo, e os títulos que conquistaram naquela altura, principalmente em 2003 e 2004, com uma equipa muito boa, com jogadores como o Deco, o Ricardo Carvalho, e com o José Mourinho a treinador, fiquei com a ideia do que era, é e será sempre o FC Porto. Está garantido o título de andebol, porque eles vão fazer o possível e o impossível para que o FC Porto volte a vencer. Tudo parece indicar que o clube vai conquistar o campeonato e, se isso acontecer, eu visto a camisola do FC Porto que os jogadores me ofereceram.”

Alexis Borges
“Costumo visitar o Museu FC Porto, visitei-o quando cheguei ao clube e desde então já vim mais vezes. Conheci a história do clube. Cada vez que entro aqui é uma sensação muito boa. A embaixadora gosta muito do FC Porto e hoje passou a gostar mais de andebol. É importante para nós saber que, apesar de estarmos longe do nosso país, temos uma embaixadora que está connosco e nos dá apoio. Ela vai ter de vestir a camisola porque vamos ser campeões.”

Alfredo Quintana
“Não é a primeira vez que estou no museu, mas é sempre interessante voltar. Apesar de achar todas as conquistas representadas no museu muito interessantes, para mim, as mais especiais são aquelas em que eu pude ajudar com a minha equipa a vencer. Neste clube, nunca se dá nada por perdido. Os atletas sempre lutam até à última gota de sangue. Todos sabem que sentimos saudades da nossa família, mas temos uma embaixadora que nos pode ajudar, que entra em contacto e que reconhece o nosso trabalho. Isso é muito bom.”


    bilhetes

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.