FCP logo
0

Sérgio Conceição falou sobre o Benfica-FC Porto, da terceira jornada da Liga NOS (sábado, 19h00)

A terceira jornada do campeonato reserva um clássico entre Benfica e FC Porto, agendado para este sábado (19h00), no Estádio da Luz. Depois do regresso aos triunfos na receção ao Vitória de Setúbal (4-0), Sérgio Conceição garante que a equipa portista está preparada para lutar por um bom resultado frente aos lisboetas, e um bom resultado para o FC Porto é vencer. Após duas rondas, o Benfica soma seis pontos, enquanto os azuis e brancos têm três.

Um desafio difícil
“Temos consciência de que vamos ter um desafio difícil. É um clássico dos mais conhecidos na Europa e no Mundo, entre duas equipas que estão habituadas a lutar por títulos. É um desafio interessante para as duas equipas. Com a informação que existe hoje em dia, e com a análise que é feita, não há grande espaço para surpresas, mas há coisas que podem criar desequilíbrios no adversário. O meu foco está na equipa do FC Porto e naquilo que temos de fazer para conseguir a vitória.”

A motivação de representar o FC Porto
“A motivação existe por vestirmos uma camisola que tem o símbolo do FC Porto. Isso, por si só, já é emocionante. Este é um clássico que toda a gente gosta de disputar, por isso a nossa motivação não vem do 4-0 ao Vitória de Setúbal. A motivação tem que ser diária. É o que transmito ao meu grupo e isso é o que o grupo sente também.”

O espetáculo
“Espetáculo é tudo o que envolve o jogo. A preparação é fundamental a todos os níveis e nós preparámos o jogo para vir de Lisboa com os três pontos. Conhecemos o adversário, mas o essencial é olhar para dentro e para o que temos de fazer para vencer. Não olhamos só para um ou dois jogadores do Benfica, olhamos para o Benfica como um coletivo e para aquilo que é a sua dinâmica. O que vejo no Benfica e o que o Bruno Lage vê no FC Porto, além da preparação das duas equipas, isso é que é o espetáculo.”

A ausência de Nakajima
“O futebol é algo importante na vida, mas não é a vida. Há coisas mais importantes do que o futebol e o Nakajima tinha de viajar num momento importante para ele e para a família dele. Aproveito para lhe mandar um abraço, de pai para pai.”

O Benfica
“Olhando para a consistência defensiva e para o caudal ofensivo do Benfica, é natural que também cometa erros, mas se calhar os adversários ainda não souberam aproveitar. Não há equipas 100% eficazes durante todo o jogo. Preparámos o jogo da melhor forma para podermos fazer golos e não sofrer. Digo sempre que prefiro ganhar 1-0 do que ganhar 2-1.”

Mediatismo diferente do habitual
“Os clássicos têm sempre o seu peso. Nos últimos dois anos, o FC Porto bateu recordes de pontos, mas só ganhou um campeonato. Os pontos não se festejam, mas sim os títulos. Os clássicos ou jogos grandes têm um peso importante dependendo dos resultados dos outros jogos. São 102 pontos em disputa e ainda há muitos para conquistar. Gosto destes jogos nos quais há um mediatismo diferente do habitual.”

Alguns estreantes em clássicos portugueses
“Todos os jogadores sentem a emoção daquilo que são os jogos, independentemente de serem novos num clube. Trouxemos jogadores que lutavam por títulos e que jogam nas respetivas seleções, mas também é verdade que alguns são novos na nossa realidade. Com tempo e trabalho, as coisas vão melhorando.”

O sistema tático
“O sistema da equipa foi sempre o mesmo, tirando um jogo no qual quisemos dar algo diferente, e por acaso não correu bem. Aquilo que é a base da nossa dinâmica mantém-se. Podemos provocar situações diferentes dentro do 4-4-2. Há o ter a bola e o não ter, por isso é essencial que a equipa esteja sempre equilibrada.”


    Bilhetes ⚽

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.