FCP logo
0

FC Porto garante o quatro triunfo consecutivo frente ao Portimonense (3-2), no Algarve, para a quinta jornada da Liga NOS

O FC Porto regressou neste domingo à competição com um triunfo por 3-2 frente ao Portimonense, no Algarve, em encontro referente à quinta jornada da Liga NOS. Alex Telles (25m) e Zé Luís (45m) colocaram os portistas em vantagem, a equipa da casa conseguiu chegar ao 2-2 na segunda parte mas Iván Marcano, já em período de descontos, fixou o resultado final com um belo golpe de cabeça.

Os Dragões garantiram a quarta vitória consecutiva. No Portimão Estádio, a equipa de Sérgio Conceição foi superior ao adversário mas teve de lutar até ao fim para chegar ao triunfo, continuando a um ponto do líder Famalicão.

O treinador do FC Porto tinha admitido a existência de algumas dúvidas em torno do onze, devido ao panorama físico, mas Romário Baró foi o único a ficar de fora, abrindo caminho para a titularidade de Otávio. Foi precisamente o médio brasileiro a servir Luis Díaz ao minuto 13, com o internacional colombiano a tirar um adversário do caminho antes de atirar ao poste da baliza do Portimonense.

Com uma entrada forte em campo, a formação portista colocou-se em vantagem ao minuto 25, na sequência de um castigo máximo a punir mão na bola de Jadson na área. Alex Telles, que cumpriu o 150.º jogo com a camisola dos Dragões, demonstrou eficácia e bateu Ricardo Ferreira.

O FC Porto foi criando sucessivas oportunidades para voltar a marcar. Ainda antes da primeira meia-hora, Danilo Pereira atirou com o peito ao poste, após cruzamento de Zé Luís. Depois, foi o próprio Zé Luís a rematar cruzado para uma defesa muito apertada do guarda-redes do Portimonense.

Em cima do intervalo, premiando a clara superioridade azul e branca, Zé Luís ampliou a marca pessoal – seis golos em sete jogos na época, cinco em cinco na Liga – com um desvio ao segundo poste, finalizando após cruzamento de Matheus Uribe na direita. Vantagem justíssima ao intervalo, sem qualquer ameaça real para a baliza à guarda de Marchesín.

O Portimonense esboçou uma resposta na etapa complementar mas foi o FC Porto a continuar a ameaçar o terceiro golo. Ao minuto 52, Ricardo Ferreira negou o festejo a Moussa Marega e, mais tarde, Danilo teve três oportunidades para balançar as redes algarvias, sem atingir o objetivo pretendido.

Nos primeiros remates enquadrados com a baliza, a equipa algarvia anulou a desvantagem. Primeiro foi Dener a assinar o 1-2 de cabeça (74m) e, logo depois, Anzai fez o empate com um grande remate de fora da área (77m). Os Dragões, numa corrida contra o tempo, cercaram a baliza contrária e voltaram a festejar.

Danilo Pereira, numa das melhores ocasiões dos minutos finais, subiu bem mas cabeceou para fora (89m). Já depois de Alex Telles ter visto o cartão vermelho direto, Iván Marcano foi à área do Portimonense para um pontapé de canto e surgiu no local certo para desviar de cabeça para o fundo da baliza, conferindo justiça ao marcador.

A equipa portista entra agora em modo europeu. Na próxima quinta-feira, no Estádio do Dragão (20h00), a formação orientada por Sérgio Conceição recebe o BSC Young Boys na primeira jornada do Grupo G da Liga Europa.

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.