FCP logo
0

Triunfo claro sobre o Vitória de Setúbal, por 4-0, na 19.ª jornada da Liga NOS, com golos de Tecatito Corona, Alex Telles, Soares e Luis Díaz

O FC Porto bateu este sábado o Vitória de Setúbal (4-0), no Estádio do Bonfim, em jogo referente à 19.ª jornada do campeonato. Tecatito Corona (38m), Alex Telles (44m), Soares (48m) e Luis Díaz (90m+1) foram os marcadores de serviço nos Dragões, que passam a somar 47 pontos, menos sete do que o Benfica, primeiro classificado.

O FC Porto entrou com tudo no Bonfim e rapidamente se instalou no meio-campo defensivo do Vitória de Setúbal, mas quando os Dragões chegavam à área sadina, havia sempre alguém a livrar Makaridze de apuros. Ou então erravam o alvo por pouco, como aconteceu com Otávio logo aos oito minutos, e com Soares, após grande combinação com Tecatito Corona (26m). Tantas foram as vezes que o FC Porto chegou com perigo à área contrária, que alguma teria de ser bem sucedida.

Na sequência de um livre cobrado por Sérgio Oliveira, Tecatito Corona aproveitou um corte deficiente de um adversário, dominou a bola no peito e atirou de primeira de pé esquerdo, desfeiteando o desemparado Makaridze, que nada pôde fazer para travar a excelência do remate do mexicano (38m). A superioridade portista ficou ainda mais vincada quando Alex Telles aumentou para 2-0. Servido de forma extraordinária por Sérgio Oliveira, o lateral brasileiro deixou a qualidade que tem fazer o resto (44m).

O reatamento dificilmente poderia ter começado melhor para o FC Porto, que ampliou a diferença para 3-0 com apenas três minutos decorridos na etapa complementar. Na sequência de uma investida de Wilson Manafá pelo flanco direito, Soares aproveitou um corte falhado de Artur Jorge e contornou Makaridze antes de atirar a contar para a baliza deserta (48m). Foi o golo número 61 de Soares pelo FC Porto, igualando o registo de duas figuras ilustres do clube: Kostadinov e Lucho González.

Em abono da verdade, o primeiro lance de perigo criado pelo Vitória de Setúbal só surgiu aos 65 minutos, e ainda assim Marchesín limitou-se a controlar a trajetória da bola rematada por Carlinhos. O mesmo Carlinhos obrigou o guarda-redes argentino à única defesa digna de registo que fez em todo o jogo (85m). Do outro lado, Otávio ainda tirou tinta à trave (88m), mas Luis Díaz não perdoou e fez o 4-0 já em período de compensação (90m+1). Três jogos com o Vitória de Setúbal em 2019/20, três goleadas por 4-0 para o FC Porto.

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.