FCP logo
0

Sérgio Conceição fez a antevisão da primeira mão da meia-final da Taça de Portugal, na casa do Académico de Viseu (terça-feira, 20h45)

O FC Porto visita o Académico de Viseu esta terça-feira, na primeira mão da meia-final da Taça de Portugal (20h45, RTP 1). Projetando o encontro, Sérgio Conceição falou de uma “competição importante” para os portistas, que querem ganhar a “um histórico do futebol português”, o qual está a fazer “um trajeto interessante na Segunda Liga” e tem poucos golos sofridos, quer no campeonato quer na prova rainha do futebol nacional. 

Importância da Taça de Portugal
“É um jogo importante contra uma equipa que tem feito um trajeto interessante na Segunda Liga e na Taça de Portugal. Sofre poucos golos no campeonato, é a quinta melhor defesa e na Taça de Portugal só sofreu um golo contra equipas da mesma valia. Queremos fazer um bom jogo e ganhar. Damos valor a todas as competições, como sempre desde que estou aqui. É uma competição importante para nós”.

Eliminatória a duas mãos
“Em termos estratégicos, não muda nada. Observamos o estado dos diferentes jogadores e escolhemos o melhor onze para ganhar o jogo. Estamos exclusivamente focados no jogo de amanhã. Vimos de um bom resultado com uma grande exibição que não foi suficientemente valorizada pela crítica. Agora é ver quem está melhor a todos os níveis e pôr os melhores a jogar”.

Clássico com o Benfica à porta
“O Académico de Viseu é um histórico do futebol português e o jogo de amanhã é demasiado importante para estarmos a falar de outra partida. Seria um enorme desrespeito face ao Viseu entrar a pensar noutro jogo".

Lesionados
“O Nakajima demonstrou melhorias, os outros estão exatamente como estavam antes do jogo com o Vitória de Setúbal”.

Fecho do mercado
“Desde o primeiro dia falei do mercado para deixar claro que não haveria entradas. Referi-me aos jovens com potencial para entrar no grupo, como o Vítor Ferreira. Eu e o presidente estamos satisfeitos com o plantel que temos. Quanto a saídas, não as controlamos porque há cláusulas de rescisão que podem ser batidas. Ficamos aliviados se não sair ninguém”.

Duas mãos numa semana
“Eu prefiro que seja assim e não haja um mês e meio de intervalo entre os dois jogos da meia-final”.

Seis meias-finais disputadas por Sérgio Conceição no conjunto da Taça de Portugal e Taça da Liga
“Se perder me tirasse vontade de ganhar jogos então ia-me embora. Comigo, o FC Porto tem chegado sempre ao fim ou perto do fim em todas as competições. Em muitos jogos foram os pormenores que decidiram os jogos, senão já estava o museu cheio de títulos”.

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.