FCP logo
0

Portistas foram ao terreno do Santa Clara triunfar por 2-0, na 23.ª ronda da Liga NOS

O FC Porto esteve em maré alta frente ao Santa Clara, no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada, na 23.ª jornada da Liga NOS. O conjunto azul e branco navegou com solidez em pleno Atlântico e leva do arquipélago dos Açores o 19.º triunfo na prova, mantendo-se bem vivo na luta pelo título.  

Com Manafá, Danilo e Soares como novidades no onze, o FC Porto entrou cedo na onda do jogo e logo ao minuto três o cruzamento de Tecatito Corona quase levou o defesa central João Afonso a fazer autogolo, valendo ao Santa Clara o guarda-redes Marco Pereira. Os quinze minutos iniciais foram marcados por domínio portista e os primeiros argumentos dos anfitriões só se viram ao minuto 18: Lincoln bateu um canto direto para defesa apertada de Marchesín e na sequência do lance Carlos Júnior, na pequena área, acabou por atrapalhar-se ao finalizar.

Já depois da meia hora, a equipa açoriana esteve muito perto de ganhar avanço no placar com o remate à trave de Costinha num livre (33m) e do outro lado o cabeceamento de Soares (36m) foi um sinal do que viria a seguir. Wilson Manafá (37m) avançou no terreno com rapidez, combinou com Sérgio Oliveira e já na grande área, sem marcação, pôs os Dragões na dianteira da partida, apontando o segundo golo pelo FC Porto, o primeiro esta época. Pouco antes do intervalo, Manafá ainda recebeu ordem de expulsão por entrada sobre Costinha, mas Carlos Xistra, por indicação de António Nobre, reviu a jogada e optou unicamente pelo amarelo ao lateral direito.

A segunda parte arrancou como a primeira, com o FC Porto a ter mais tempo a bola. Ainda assim, foi o Santa Clara a revelar-se mais ameaçador e a acertar novamente no ferro da baliza de Marchesín, mais uma vez de livre, desta feita por Lincoln (54m). À entrada para os 20 minutos finais, o coletivo de Sérgio Conceição dispôs de uma oportunidade privilegiada para adquirir maior conforto em resultado da grande penalidade cometida por Marco Pereira sobre Otávio, só que Alex Telles (71m) não foi bem-sucedido na cobrança do castigo máximo.

Apesar de tudo, os azuis e brancos continuaram à procura do segundo golo, o qual surgiu mesmo num livre executado por Sérgio Oliveira e concluído de cabeça por Marcano (76m), que conseguiu a quinta bola na rede no campeonato, a sexta na temporada. Até ao término, foi uma questão de controlar a vantagem e carimbar a conquista de mais três pontos valiosos, numa exibição segura por parte dos portistas.

O próximo compromisso é este sábado, no Estádio do Dragão. O duelo da 24.ª ronda da Liga frente ao Rio Ave arranca às 20h30.   

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.