FCP logo
0

Danilo esteve ao lado de Sérgio Conceição na projeção da final da Taça de Portugal, frente ao Benfica, que se realiza em Coimbra (sábado, 20h45)

É já este sábado que se disputa a final da Taça de Portugal, que terá como palco o Estádio Cidade de Coimbra (20h45, RTP1). O capitão Danilo sentou-se ao lado do treinador Sérgio Conceição para perspetivar o clássico com o Benfica e deu voz ao sentimento que reina no balneário dos campeões nacionais: o foco está em fazer um bom jogo, ganhar e selar a tão desejada dobradinha no fecho da longa época de 2019/20. Danilo não esconde que o grupo quer muito erguer o troféu da Taça de Portugal, que foge aos Dragões desde 2011.

Bom espírito para a final
“Temos que estar bem e vejo a equipa confiante e com bom espírito. Isso é importante para defrontar um adversário que não é fácil e que é nosso rival. Temos treinado bem e trabalhado bem. Temos de ter um bom espírito para ganhar esta final.”

Motivação no máximo
“Um final da Taça é sempre uma motivação extra para nós. Desde que o mister Sérgio Conceição chegou, estamos sempre a lutar em várias frentes e não descartamos nenhuma. As estatísticas são apenas história. Temos que jogar uma final e as finais são para ganhar.”

Um título importante
“A importância deste título é grande. Depois do campeonato, é o título mais importante em Portugal. Para os jogadores, para o staff, para os adeptos e para o clube é importante conquistar este título. Olhamos com muita ambição para esta final, mesmo sabendo que já estivemos em algumas finais e que não conseguimos ganhar. Queremos mudar isso e vamos com muita ambição para este jogo. Mesmo que tivéssemos ganho as duas finais anteriores, a ambição de ganhar esta seria a mesma. No FC Porto somos ambiciosos por natureza e queremos ganhar o máximo de títulos possível. Vamos lutar por mais este título.”

As duas vitórias sobre o Benfica no campeonato
“Ganhar os dois jogos contra o rival no campeonato é sempre motivador. Mas uma final é um jogo diferente, em que o nível de motivação vai estar muito alto. Não depende do momento das equipas, pois é só um jogo. Não é por termos ganho os dois jogos no campeonato que sentimos que estamos por cima. Temos de ser muito fortes para trazer a Taça para casa.”

Um FC Porto forte após a paragem
“Foi o espírito que tivemos que fez a diferença. Nunca deixámos de trabalhar, mesmo estando em quarentena, numa situação atípica e nunca vivida antes. Continuámos sempre com o mesmo foco, pois sabíamos que o campeonato iria regressar e que ganhava quem tivesse a mentalidade mais forte. Foi com esse intuito que trabalhámos sempre e mantivemo-nos focados no nosso objetivo.”

Ainda há um título para conquistar
“Não fazia sentido olhar para a próxima época porque esta ainda tem muita coisa em disputa. Não fazia sentido pensar em algo que não seja o futuro mais próximo.”

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.