FCP logo
0

Obra é prefaciada por Jorge Nuno Pinto da Costa

“Alfredo Quintana. Um guerreiro extraordinário” é o título da homenagem do FC Porto, em parceria com a Porto Editora, a Alfredo Quintana, guarda-redes do clube que desapareceu fisicamente a 26 de fevereiro de 2021 e que marcou profundamente os adeptos portistas e os amantes de andebol. A obra estará disponível na generalidade das livrarias e nas lojas do FC Porto a partir de 16 de setembro – a pré-venda arranca hoje –, terá um custo de 14,40 euros e a totalidade dos direitos de autor reverte para a família do herói luso-cubano.

Este tributo consiste no relato da vida de um verdadeiro guerreiro, que fugiu das amarras do regime cubano em busca do sucesso e se estabeleceu como um dos melhores jogadores do andebol mundial. Contando com o contributo de familiares, amigos e dezenas de antigos colegas, treinadores e dirigentes, a obra é prefaciada por Jorge Nuno Pinto da Costa e foi redigida pelos jornalistas Ana Filipa Gomes e Rui Guimarães e pela assessora de imprensa Joana Moreira. A Federação de Andebol de Portugal, o Comité Olímpico de Portugal e a Associação de Andebol do Porto apoiaram a edição.

Alfredo Eduardo Quintana Bravo nasceu na capital de Cuba, Havana, a 20 de março de 1988. Depois de se iniciar na prática de vários desportos no país natal e de se ter afirmado como um guarda-redes de excelência, chegou a Portugal pela porta do FC Porto e ganhou uma nova vida na Europa, tendo atuado de Dragão ao peito durante 11 temporadas e assumido as redes da seleção portuguesa depois de se ter naturalizado, em 2014. Graças a inúmeras defesas teoricamente impossíveis, à conquista de vários troféus e à bondade e simpatia com que abordava todos com quem se cruzava, Alfredo Quintana construiu um legado imortal que foi salientado um pouco por todo o mundo no momento da sua morte e que se procura fixar neste livro. 

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.