FCP logo
0

Sérgio Conceição foi distinguido com o Dragão de Ouro Treinador do Ano

Depois de conduzir o FC Porto à dobradinha na longa e difícil época de 2019/20, Sérgio Conceição é o natural vencedor do Dragão de Ouro Treinador do Ano, galardão que recebeu das mãos de Jorge Nuno Pinto da Costa no Museu FC Porto.

Sérgio Conceição chegou no verão de 2017 e aí começou uma nova era no FC Porto: no banco dos Dragões, o ex-jogador portista já conquistou dois Campeonatos (2017/2018 e 2019/20), uma Taça de Portugal (2019/20) e uma Supertaça (2018) como treinador.

A lista de campeões pelo FC Porto como jogador e treinador contempla cinco nomes: Joseph Szabo, Mihály Siska, José Maria Pedroto, António Oliveira e, desde 2018, Sérgio Conceição. O atual treinador portista é, de resto, o mais vitorioso da história do Estádio do Dragão, onde regista 68 triunfos, mais um do que Jesualdo Ferreira.

Este é o terceiro Dragão de Ouro conquistado por Sérgio Conceição, que em 1998 foi o Futebolista do Ano e em 2018 o Treinador do Ano.

Os agradecimentos
“Quando cheguei aqui, em 2017, o clube estava num momento difícil, sob a alçada do fair-play financeiro e com ausência de títulos. Hoje, volvidos três anos, podemos orgulhar-nos de ter a hegemonia do futebol nacional. Somos o clube português que eleva mais alto a bandeira do nosso país nas provas da UEFA. O meu primeiro agradecimento vai para o nosso presidente, que apostou num treinador que na altura era inexperiente e sem palmarés. O meu obrigado pela oportunidade numa casa onde os títulos são uma obrigatoriedade. O treinador costuma ser o arquiteto de uma equipa, mas eu não, eu sou apenas um miúdo que saiu de Ribeira de Frades atrás dos seus sonhos e que trabalha muito para os concretizar. Agradeço também à minha família e a duas pessoas muito especiais: a minha irmã mais velha, a Rosa, e o meu cunhado Manel, que neste momento passa por um momento difícil de saúde. Quando consigo conquistar prémios tão importantes como este Dragão de Ouro, também penso sempre nos meus pais. Este prémio é de todos nós.”

Uma peça numa grande engrenagem
“Não posso deixar de realçar que sou apenas uma peça numa grande engrenagem, pois temos jogadores fabulosos, uma equipa técnica apaixonada, competente e que trabalha muito, e todos os funcionários fazem com que o FC Porto seja mais do que um local de trabalho.”

O FC Porto sempre em lugares especiais
“Tudo aquilo que é do FC Porto tem sempre um lugar especial em minha casa e no meu coração.”

Os jogadores galardoados
“Fico extremamente feliz, mas é o meu papel fazer o máximo para os potenciar e colocá-los num patamar mais alto. É um sentimento desta casa, pois queremos ter um talento grande, mas temos de ter outros atributos aliados a esse talento para termos sucesso. Foi isso que ajudou a conquistar títulos coletivos, que para mim são os mais importantes.”

Os adeptos
“Vamos fazer tudo para continuarmos a ser uma equipa competitiva e uma fonte de alegria para os sócios e adeptos do FC Porto. Queremos dar-lhes alegrias num momento tão difícil como o que vivemos. Falo dos adeptos porque é importante falar das pessoas que estão privadas de participar no espetáculo que é um jogo de futebol.”

Um amor de sempre e para sempre
“Este Dragão de Ouro é muito gratificante para mim. Saí de Coimbra com 16 anos para vir para este casa, onde me formei como homem e como profissional. Cada prémio que recebo tem a ver com aquilo que dou a este clube que tanto amo. Enquanto o presidente quiser que esteja aqui, estarei sempre aqui e ao lado dele.”

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.