FCP logo
0

Jorge Nuno Pinto da Costa mostrou-se confiante para o futuro após a renovação do contrato de Sérgio Conceição

O FC Porto e Sérgio Conceição prolongaram o vínculo que os une por mais três anos, até 2024. Na cerimónia do anúncio oficial da renovação do técnico com o emblema da Invicta, Jorge Nuno Pinto da Costa revelou a “alegria enorme” pela extensão da ligação entre treinador e clube, “um momento de felicidade” para ambos. “O Sérgio sempre disse que queria ficar pelo FC Porto, pelo projeto e para ajudar. Quando lhe disse que teriam de ser as mesmas condições não pôs a mínima objeção. É isso que faz do Sérgio Conceição um treinador especial para nós. Porque ele não é treinador do FC Porto, ele é treinador do nosso clube. Do meu, do dele e do de todos nós”, acrescentou o presidente portista.

Declaração inicial
“É com uma alegria enorme que hoje selamos este novo contrato. Eu disse, há meses, ali no nosso balneário, quando ia a passar e o Sérgio estava a ser entrevistado, perguntaram-me se o Sérgio ia ficar. Eu disse que iria ser o meu treinador, o treinador do FC Porto, enquanto eu fosse presidente. Depois, a brincar, disse que era até morrer, mas acho que ainda vou viver para um novo contrato. O Sérgio disse que sim. Posteriormente, até cinco minutos antes de ser anunciado no Porto Canal, estavam a dar nas televisões o que os inteligentes do Correio da Manhã anunciavam, que a continuidade do Sérgio no FC Porto era muito difícil. Foi bom que não tivéssemos assinado já, porque o Sérgio ficou a conhecer a Europa. O Sérgio esteve em Nápoles, em Roma, em Sevilha, em Madrid, e não sei mais onde para firmar contratos. Houve um inteligente que, no dia 24 de maio na TVI, disse que o Sérgio Conceição ia anunciar ao presidente que não continuava no FC Porto. Ele tem razão, estava certo, mas esqueceu-se de dizer o ano. Vai ser dia 24 de maio, mas daqui a muitos anos. Foi um pequeno lapso que lhe falhou, mas o senhor está muito bem informado. Já sabe que vai ser no dia 24 de maio que o Sérgio vai dizer que não vai continuar, mas eu depois digo-lhe o ano. Este é um momento de felicidade para nós os dois, tenho a certeza. Quando, aqui bem perto, tomaste posse, disseste e bem que não vinhas para aprender, vinhas para ensinar porque eras o treinador do FC Porto. Essas palavras demonstraram a convicção e a certeza de que sabias ao que vinhas, o que queríamos de ti e sabias bem a situação do FC Porto e o que precisávamos. Foram quatro anos de êxitos, com alguns percalços inevitáveis para qualquer um, mas que justificaram plenamente a tua continuidade. Quando, ao fim de quatro anos, se renova um contrato por três anos, é um sinal de confiança mútua de certeza no que se quer e que poucos ainda compreenderam. Os que compreenderam procuram atirar lama e fazer grandes manchetes, como ainda ontem à noite vi. Depois de às 23h55 terem dito que a renovação estava muito difícil e à meia noite tiveram que retificar, sinal de que veem o Porto Canal para estarem informados, o rodapé era «Sérgio vai ganhar mais que o Jesus». Era essa a notícia. Eu não sei, nem me interessa, quanto ganha o Jesus, mas posso garantir que se há treinador que não renovou contrato por dinheiro é o Sérgio Conceição. Porque ele não recebe nem mais um euro do que recebia no contrato anterior. Esses senhores tentaram, para lançar lama, falar em 20 milhões. Que bom seria se pudéssemos pagar 20 milhões a alguém. Isto tem a intenção de denegrir a imagem e passar a imagem de que o Sérgio ficou porque nós satisfizemos as suas pretensões e exigências em relação aos honorários. É mentira, são mentirosos. Repito, e o Jornal de Notícias di-lo hoje na primeira página, o Sérgio não recebe nem mais um euro. Mas não recebe porque nós não tenhamos dado, não recebe porque isso nunca foi assunto. Nunca foi assunto, o Sérgio sempre disse que queria ficar pelo FC Porto, pelo projeto e para ajudar. Quando lhe disse que teriam de ser as mesmas condições não pôs a mínima objeção. É isso que faz do Sérgio Conceição um treinador especial para nós. Porque ele não é treinador do FC Porto, ele é treinador do nosso clube. Do meu, do dele e do de todos nós. É por isso, Sérgio, que eu tenho a certeza de que vão ser três anos de sucesso. Ainda recentemente disse, numa entrevista que dei ao Porto Canal, que o meu sonho era ter-te até ao final do meu mandato. Compreendeste isso, anuíste e eu fico muito feliz. É uma grande responsabilidade para todos nós que quisemos que continuasses e para ti, que tiveste a nossa total confiança. Tenho a certeza absoluta de que juntos venceremos.”

Treinador com mais temporadas consecutivas em 39 anos de presidência
“Não é só na vigência da minha presidência, é na história do FC Porto. Vai cumprir sete anos e eu penso que não haverá, em Portugal, nenhum treinador que tenha cumprido tantos anos. Mas não tenho a certeza, porque conheço mal a história dos outros. Na história do FC Porto é desde sempre. Quando, ao fim de quatro anos, se propõe a renovação de quem quer que seja, é sinal de que estamos contentes e de que temos uma grande confiança. Por isso o meu sentimento só pode ser de satisfação, de confiança e de crença no futuro.”

Dificuldade da renovação
“Foi a mais fácil. Quando eu disse ao Sérgio Conceição que queria que ele ficasse e que não podia ser só um ano - porque se não daqui a três meses vocês já o estavam a pôr no Qatar, na Arábia Saudita, em Montevideu ou em Nápoles – dei-lhe a opção entre dois e três anos, dizendo que preferia três anos porque seria até ao final do meu mandato. Não era meu desejo estar a mudar de treinador, uma vez que tínhamos uma complementaridade total nos pensamentos e no que queríamos para o clube. A decisão de ser três anos foi dele, foi a única coisa que demorou mais a ser decidida, mas a partir daí fomo-nos rindo e ouvindo as notícias dadas pelo seu canal, que no dia 24 de maio ele me tinha comunicado que não ficava. Foi, talvez, a renovação mais fácil. A anterior foi bem mais difícil, porque havia um problema com o Nantes, que como é óbvio não queria perder o treinador. Essa foi muito complicada, esta durou cinco minutos.”

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.