FCP logo
0

Antigo ciclista, treinador, diretor desportivo e Roseta de Diamante do FC Porto desaparece aos 94 anos

Faleceu um dos maiores sprinters da história do ciclismo português. Onofre Tavares, antigo velocista, técnico e dirigente do FC Porto, morreu este domingo com 94 anos - mais de 75 deles vividos enquanto associado da instituição portuense.

Natural de Gulpilhares, Onofre Tavares nasceu portista e tornou-se sócio, atleta, treinador e diretor desportivo da secção de ciclismo do clube que sempre amou. Especialista em provas de pista, representou o pelotão azul e branco nas décadas de 40 e 50 do século XX, ligação que só interrompeu quando foi chamado a cumprir serviço militar obrigatório em Lisboa. Além de se sagrar campeão nacional e regional de fundo e de velocidade, venceu dez etapas na Volta a Portugal, prova em que chegou a vestir de amarelo, antes de assumir a direção desportiva do Académico FC e, mais tarde, do FC Porto.

Dragão desde o berço e nome pioneiro do ciclismo no emblema da Invicta, Onofre Tavares recebeu a Roseta de Diamante das mãos de Jorge Nuno Pinto da Costa em dezembro de 2018 num dia em que recordou a amizade que tinha com José Maria Pedroto e com Hernâni desde os saudosos tempos das Antas.

À família enlutada, o FC Porto apresenta as mais sentidas condolências.

    O Portal do FC Porto utiliza cookies de diferentes formas. Sabe mais aqui.
    Ao continuares a navegar no site estás a consentir a sua utilização.